Jornal Floripa - Aumenta o número de trabalhadores autônomos no RS, diz fundação

Aumenta o número de trabalhadores autônomos no RS, diz fundação

Últimas notícias -    

De acordo com dados da Fundação de Economia e Estatística (FEE) a Região Metropolitana de Porto Alegre registra 200 mil desempregados, o maior número desde 2009. Ao mesmo tempo, aumentam os trabalhadores autônomos no mercado, mas a renda deles têm diminuído. O mercado informal é visto como uma alternativa para quem perdeu o emprego, principalmente em um período de crise econômica. De acordo com dados do Instituto Brasileiros de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 16 milhões de brasileiros trabalham na informalidade. Na Região Metropolitana de Porto Alegre o número de trabalhadores autônomos disparou de julho a agosto. Foram registrados 15 mil novos autônomos no mercado de trabalho, enquanto que seis mil postos de trabalho foram fechados no mesmo período. Em muito dos casos, o trabalho autônomo é apenas uma estratégia de sobrevivência, e a renda destes trabalhadores tem apresentado queda de 15,4% nos últimos 12 meses. Esse movimento é chamado de precarização do mercado de trabalho, situação que só deve mudar quando as pessoas voltarem a ter dinheiro para gastar. “Isso tem se mostrado que vai acontecer em 2017, mas ainda está muito lento, ainda não têm dados muito consistentes de que vamos ter um crescimento econômico mais elevado e que, portanto, ocorrerá uma maior geração de emprego”, afirma Iracema Castelo Branco, economista da FEE. “Eu vendo antena, televisão, jarra elétrica, roupa… me viro nos trinta, então para mim, eu não sei o que que é a crise”, afirma o vendedor ambulante Sandro Ferreira, que faz o seu diagnóstico da situação. “O negócio é trabalhar, é ralar e não tem crise. Cise é uma coisa que as pessoas colocam na cabeça”, finaliza.  

Fonte: http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2016/10/aumenta-o-numero-de-trabalhadores-autonomos-no-rs-diz-fundacao.html

Loading...


 */ ?>