A substituição de itens importados por nacionais é a chave para baratear a ceia do Réveillon. De acordo com levantamento da Ceasa é possível oferecer uma mesa farta e saborosa e economizar de 25% até 211% a partir desta troca.

Durante o jantar de Réveillon, é sempre bom usar frutas secas, castanhas, pêssegos, uvas, maçãs, ameixas e uva passas, mas para quem quer economizar neste fim de ano, a dica do Analista de Mercado da Ceasa, Odálio Girão, é utilizar nas receitas alimentos nacionais. Segundo ele, o sabor não é alterado e o bolso do consumidor agradece.

Dentre as trocas sugeridas, a uva passa, por exemplo, muito utilizada em decorações de pratos principais, no arroz e sobremesas, pode ser substituída pela similar. Na Ceasa, a uva passa importada custa R$24,00 já a nacional R$11,00, o que equivale a uma economia de 118%.

Outro alimento citado por Girão é a uva, muito utilizada para sobremesas e até para simpatias e superstições de fim de ano. Neste caso o analista de Mercado afirma que é possível economizar até 211%, já que a uva importada está custando R$14,00 e a nacional R$4,50.

“A pesquisa é o melhor e mais seguro instrumento para fazer economia. Aqui na Ceasa você encontra produtos nacionais de qualidade capazes de substituir os importados que apresentaram alta nos preços deste ano”, conclui.

Fonte: diariodonordeste