Peixarias do Mercado Público de Florianópolis de portas fechadas nesta segunda-feira 
<p>O tradicional cheiro de <b>peixe</b> não apareceu na manhã desta segunda-feira no <b> Mercado Público de Florianópolis </b>. As <b>13 peixarias</b> estão fechadas por falta de reconhecimento como <b>entreposto</b> pelo Serviço de Inspeção Municipal (<b>SIM</b>), o que permitiria aos comerciantes adquirir mercadorias dos pequenos produtores, de acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas (<b>CDL</b>).</p><p>A partir desta segunda-feira, os donos de peixarias só podem comprar peixe direto de pescadores se o estabelecimento estiver registrado como entreposto. Caso contrário, só poderá adquirir a mercadoria de um estabelecimento que tenha o título. Os peixeiros do Mercado Público reclamam que isso prejudica a qualidade do produto vendido. A alteração foi determinada pelo Serviço de Inspeção Estadual (<b>SIE</b>) na reabertura do Mercado Público em agosto de 2015, quando estabeleceu que o município deveria instalar o Serviço de Inspeção Municipal e reafirmar a continuidade desses estabelecimentos enquanto entrepostos. O prazo expirou no começo do ano, sendo prorrogado pela<b> Cidasc</b> por seis meses, encerrados domingo. </p><p>— Houve um período para se adaptarem, mas isso não aconteceu. Acreditamos que isso não muda o comércio, apenas que o produto não chega direto do pescador, mas de outros estabelecimentos. Várias peixarias da cidade fazem isso – afirmou o <b>secretário municipal da Pesca, Maricultura e Agricultura, William Costa Nunes</b>, em entrevista ao telejornal <b> Bom Dia SC </b>. </p> As 13 peixarias do Mercado Público de Florianópolis não abriram as portas nesta segunda-feira  Foto: Felipe Carneiro / Diário Catarinense <p>O <b>gerente de articulação da CDL, Hélio Leite</b>, é o representante dos peixeiros. Ele também falou concedeu entrevista ao Bom Dia SC e citou que os comerciantes já entraram com um pedido na Justiça para poder comprar peixe direto dos pescadores:</p><p>— Não entendemos a negativa da prefeitura em prosseguir com o serviço de inspeção. Vamos tentar entender o escopo dessa situação. Esses entrepostos são fundamentais para o bom funcionamento das peixarias. Por enquanto, não há prazo para as 13 peixarias do Mercado Público reabrirem. Nós entramos no sábado como <b>mandado de segurança</b> para obter uma licença.<br></p><!– contentFrom:cms –>
Fonte: Diário Catarinense