De acordo com a Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC), nesta quinta-feira (31), não há mais nenhum bloqueio nas rodovias estaduais e federais do estado, assim como pontos de manifestação. No auge do movimento, chegou-se ao número de 180 pontos de manifestações, em 134 municípios catarinenses.

No trabalho em conjunto com todos os demais órgãos do Governo do Estado, que centralizaram as decisões no Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres – Cigerd, em Florianópolis, a Polícia Militar realizou até agora mais de 700 escoltas de veículos de carga, abrangendo combustíveis, ração, insumos para tratamento de água, gás, material hospitalar, entre outros produtos essenciais, transportados por rodovias estaduais e federais no Estado.

Para o Comandante-Geral da Polícia Militar, Coronel Araújo Gomes, “a situação está voltando à normalidade. A Polícia Militar vai continuar monitorando e intervindo fortemente nessa transição, para que não hajam mais bloqueios.”

Ações

Nesses onze dias de manifestações, trabalharam mais de 3 mil policiais militares e foram utilizadas cerca de 1,2 mil viaturas em rotatividade operacional, que rodaram mais de 200 mil quilômetros em rodovias federais, estaduais e municipais.

A previsão é de que o abastecimento de combustíveis para a população esteja normalizado até o fim de semana. De acordo com o Coronel Araújo Gomes, saíram da distribuidora da Petrobrás, em Antônio Carlos, 1,2 milhão de litros de gasolina que garantiram a distribuição nos municípios da Grande Florianópolis.

Pontos mais críticos de manifestação, como em Imbituba, foram desfeitos entre a noite de quarta-feira (30), e a madrugada de quinta-feira (31). Neste município, 23 pessoas foram presas por resistência à ordem de liberar a rodovia.

A distribuidora de Içara, que operou com 11% da capacidade de combustível, retornou a normalidade nesta quinta-feira, com a liberação dos caminhões tanque. A distribuidora de Itajaí opera com 70% da sua capacidade.

 

 


Fonte: Floripa News