Tuca Guimarães continua interino, mas trabalho agrada diretoria do Figueirense
<p>É inegável que o trabalho de Tuca Guimarães tem sido bem sucedido neste dois jogos à frente do <b> Figueirense </b>. Mas, apesar das vitórias, ele não foi efetivado como treinador do clube. O presidente Wilfredo Brillinger mostrou precaução sobre o assunto.<br></p><p><b> Figueirense vence o Santos e encerra tabu de cinco anos <br>Leia outras notícias do  Figueirense <br>Acesse a  tabela da Série A </b><br></p><p>– Vamos conversar. Estamos analisando tudo. O mais importante é essa acensão do Figueirense no Brasileiro. Vamos fazer o que for melhor para o clube, não se pode tomar uma decisão pela emoção. Discutimos muito na diretoria, a decisão é minha, mas conversamos bastante e assim será, vamos com calma – disse o presidente à rádio CBN Diário. </p><p>Tuca também preferiu não falar muito sobre sua situação. O que fica nas entrelinhas é que a vontade dele em assumir o Furacão é enorme, afinal ele já comandou clubes profissionalmente. </p><p>– Não sei se todos os lugares que eu passar vou conseguir essa mesma situação aqui do Figueirense. Hoje dirijo um time de amigos. Quando acordo, tenho prazer de ir aos treinos. Os jogadores também trabalham com prazer. Esse é um fato que está fazendo a diferença no dia a dia. As conversas e tratativas dentro do Figueirense são muito limpas e transparentes. A minha carreira é pautada a longo prazo. O resto a diretoria cuida – disse deixando nas mãos de Brillinger o futuro sobre o comando do Figueira.</p><p>Se efetivado, Tuca pode seguir os passos de Dorival Júnior, hoje técnico do Santos. Em 2003, ele substituiu Luis Carlos Ferreira no comando alvinegro interinamente e acabou efetivado. Ficou mais de uma ano no comando do time e foi campeão do Campeonato Catarinense de 2004.</p><!– contentFrom:cms –>
Fonte: Diário Catarinense