Aberto edital para seleção de bolsistas para programas de zoneamento ecológico e gerenciamento costeiro

A Secretaria Executiva do Meio Ambiente (Sema) abriu o edital para a seleção de bolsistas de pesquisa, desenvolvimento e inovação para atuação nos programas Zoneamento Econômico Ecológico (ZEE) e Gerenciamento Costeiro (Gerco). A chamada pública, lançada pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), tem até 11 de janeiro de 2021 para a submissão das candidaturas.

Serão 21 bolsistas atuando junto à equipe da Sema, tendo como principal atribuição o apoio técnico e operacional à implementação dos programas de planejamento e gestão territorial e ambiental.

De acordo com o secretário do Desenvolvimento Econômico Sustentável e Sema, Celso Albuquerque, os programas são fundamentais para qualificação e conciliação das políticas públicas de desenvolvimento econômico e conservação ambiental.

“Com este planejamento dos programas em mãos, o estado terá as potencialidades e fragilidades econômicas e ecológicas de cada região, servindo como um guia, um instrumento importantíssimo para a regularização da ocupação do solo. E da mesma forma, com esta nova cooperação com a Fapesc para atuação nos programas, vamos levar ainda mais resultados aos catarinenses, com o foco sempre em promover o desenvolvimento econômico sustentável”, frisa o secretário.

Os candidatos às bolsas do Edital 34/2020 deverão se cadastrar na Plataforma de CTI da Fapesc, que pode ser encontrada neste endereço eletrônico. O contrato valerá por um ano, prorrogável por mais 12 meses.

“A partir do credenciamento, a SDE/Sema e a Fapesc passaram a articular ações de Ciência, Tecnologia e Inovação para serem aplicadas e que possam não somente inovar, mas melhorar a qualidade do serviço público. Nesse caso específico, vamos buscar soluções para contribuir na gestão territorial. A Fapesc, por meio dos editais, quer desafiar o ecossistema a apresentar soluções”, relata o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen.

A SDE/Sema e a Fapesc já mantêm, em parceria, outros programas visando ações para melhorar o uso dos recursos hídricos de Santa Catarina. “O novo edital é mais um passo importante na busca de gerar soluções para a população catarinense”, complementa Holthausen.

Confira mais detalhes do edital aqui.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.