Agência dos EUA aprova uso emergencial da vacina Pfizer contra covid-19

Foi aprovada na noite de sexta-feira (11) pela FDA (Food and Drug Administration), agência de regulação de medicamentos dos Estados Unidos, a liberação do uso emergencial da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelas companhias farmacêuticas Pfizer e BioNTech. Com isso, os Estados Unidos se tornam o 5º país a permitir o uso deste vacina.

Até o momento, quatro países tinham aprovado o uso desta vacina: Reino Unido, Canadá, Bahrein e México. No começo desta semana, os britânicos iniciaram a campanha de vacinação para a população, que será aplicada de forma gratuita pelo serviço público de saúde do País.

Vacina é desenvolvida pela norte-americana Pfizer e pela alemã BioNTech – Foto: Divulgação/BioNTech

Segundo o comissário da FDA, Stephen M. Hahn, “a autorização do FDA para o uso de emergência da primeira vacina covid-19 é um marco significativo na luta contra esta pandemia devastadora que afetou tantas famílias nos Estados Unidos e em todo o mundo.”  O comunicado foi divulgado no site da agência.

Na publicação, Sthepen relata que hoje a ação segue um processo de revisão aberto e transparente que incluiu contribuições de especialistas independentes científicos e de saúde pública, além de uma avaliação completa pelos cientistas de carreira da agência para garantir que esta vacina atenda aos rigorosos padrões científicos da FDA para segurança, eficácia e qualidade de fabricação necessária para apoiar o uso emergencial da vacina.

“O trabalho incansável para desenvolver uma nova vacina para prevenir esta doença nova, séria e com risco de vida em um período de tempo acelerado após seu surgimento é um verdadeiro testemunho da inovação científica e da colaboração público-privada em todo o mundo”, completa Sthepen no comunicado.

A vacina precisará ainda da aprovação de outra agência federal americana, o CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças). A esperança é que esta aprovação seja feita em alguns dias.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.