Programa Nascer ganha nova edição: “Queremos ajudar a vender lenços”

Últimas notícias -

O Nascer acontece nos núcleos da pré-incubadora Cocreation Lab em 16 cidades

Luiz
Luiz Salomão Ribas Gomez,
(Foto: Daiane Nora, Divulgação)

Como tornar uma ideia em um negócio viável? Para ajudar a resolver esse problema, o Programa Nascer, parceria entre Fapesc e Sebrae/SC, acaba de ganhar mais uma edição. A iniciativa consiste em fomentar ambientes colaborativos e que estimulam a criatividade, onde os participantes farão os encontros presenciais e terão acesso a diversas ações que os ajudarão a transformarem os planos em realidade.

O Nascer acontece nos núcleos da pré-incubadora Cocreation Lab em 16 cidades (Blumenau, Brusque, Caçador, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joaçaba, São José, Joinville, Lages, Rio do Sul, São Bento do Sul, Tubarão e Videira). Na última edição, foram aprovadas 150 ideias em 15 cidades. O programa apoia a construção não só de empresas que geram emprego, renda e impostos para as cidades, mas que também fortalecem o ecossistema local de inovação.

Para Luiz Salomão Ribas Gomez, professor de Design da UFSC e fundador do Cocreation Lab, nenhum negócio consegue prosperar se não absorver novas tecnologias na sua essência.

– Pode-se dizer que já estamos vivendo uma era pós-digital. Não existe mais a possibilidade de um negócio, por menor ou mais tradicional que seja, dar as costas às novas tecnologias pois são elas que vão colocá-los nas vistas dos consumidores, e também facilitarão o dia a dia mutante que vivemos – diz ele.

Gomez lembra que o foco do Programa Nascer é apoiar os pequenos negócios, e também os locais:

– Por exemplo, o projeto “Barbearia para todos” do laboratório de Brusque, que fortalece a relação entre cliente e barbeiro com atendimento em domicílio.

E, para quem está empreendendo nestes tempos difíceis, ele ensina como deve se deve pensar:

– Olhar para onde ninguém está olhando, conversar com seus clientes, buscar informação, tirar a bunda da cadeira. De nada adianta chorar. Existem os que choram e os que vendem lenços. Queremos ajudar a vender lenços.

Os interessados em participar devem se inscrever no site da fundação, de 25 de maio a 30 de junho.


Fonte: Com Agências