Anel Rodoviário, em Belo Horizonte, volta a registrar aumento de acidentes após desligamento de radares


Novembro registrou 61 ocorrências, cinco a mais que no mesmo período do ano passado. Os radares foram desligados em agosto no trecho administrado pelo Dnit. Trecho de 17 km do Anel Rodoviário continua sem radares
Em novembro deste ano, 61 acidentes foram registrados no Anel Rodoviário, em Belo Horizonte, cinco a mais que no mesmo período do ano passado. O excesso de velocidade é apontado por especialistas como uma das principais causas das ocorrências.
Governo determina suspensão do uso de radares móveis em rodovias federais
Os dez radares que existiam no trecho entre os bairros São Gabriel e Califórnia, que estão sob responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), foram desativados em agosto deste ano. Eles já tinham deixado de multar em 2019.
“A falta do radar, naturalmente, faz com que o condutor aumente a velocidade. Com a retirada desses radares, nós notamos que a gravidade aumentou, a velocidade na via aumentou e infelizmente a fatalidade nos acidentes”, disse o tenente da PMR Luiz Fernando.
Acidentes no Anel Rodoviário,aumentaram em novembro deste ano
Reprodução/Redes sociais
Até novembro, 551 acidentes foram registrados neste ano no Anel Rodoviário. Em todo o ano passado, foram 675. A pandemia do coronavírus provocou uma queda de 18% no número de registros em relação ao ano passado, mas a flexibilização e o fim dos radares preocupam.
O restante do Anel Rodoviário, do bairro Califórnia até os Olhos d’Água, é administrado pela Concessionária Via 040. São 16 radares em funcionamento no trecho. Mas, para o engenheiro Frederico Rodrigues, a presença de equipamentos fixos não é suficiente para acabar com acidentes.
“Radar pontual até ajuda. Mas a gente já tem tecnologia suficiente e o Brasil precisa avançar na regulamentação de radares que medem a velocidade média em um trecho”, disse ele.
O DNIT informou que está cumprindo o acordo judicial homologado em julho de 2019 pela Justiça Federal para a instalação de 1.140 radares eletrônicos em todo o território nacional.
Os vídeos mais vistos no G1 Minas:
Adicionar aos favoritos o Link permanente.