Ao vivo: acompanhe a entrega dos prêmios The Best, da Fifa

Os prêmios The Best, da Fifa serão entregues nesta quinta-feira, 17, a partir das 15h (de Brasília) em cerimônia virtual. O polonês Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, o argentino Lionel Messi, do Barcelona, e o português Cristiano Ronaldo, da Juventus, concorrem ao principal prêmio, entregue ao melhor jogador do mundo de 2020 (confira, abaixo, todos os indicados). A premiação será transmitida no site da Fifa.


14h30 – Ausência de Neymar causa polêmica

Apesar de ter se destacado na temporada, comandando o Paris Saint-Germain rumo a sua primeira final de Liga dos Campeões, o atacante Neymar, foi preterido pelos treinadores, jornalistas e capitães que votaram no The Best, da Fifa. A ausência causou revolta nas redes sociais. O craque reagiu com ironia a decisão da entidade, anunciada no início da tarde desta sexta-feira, 11. A polêmica ausência na premiação também provocou intensa repercussão pelas redes sociais. “Já que no tênis não deu, partiu basquete”, disse em uma das publicações. “Já desisti do basquete, virei gamer”, acrescentou mais tarde. A crítica do brasileiro é uma extensão pela ausência na seleção da última temporada, divulgada no início da semana pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS). Neymar, no entanto, contou com o voto do chefe: Tite revelou ter elegido Neymar, Lewandowski e De Bruyne como os três melhores de 2020.


14h20 – The Best, único prêmio do ano

O The Best da Fifa é o único grande prêmio individual da temporada 2019/20, marcada pelo coronavírus, já que a revista France Football cancelou a entrega da Bola de Ouro por considerar que “um ano tão único não poderia ser tratado como um ano comum”. A publicação se limitou a organizar uma seleção de todos os tempos, que foi divulgada na última segunda-feira, 14. Os vencedores da Bola de Ouro Dream Team foram Lev Yashin (Rússia); Cafu (Brasil), Beckenbauer (Alemanha), Maldini (Itália), Lothar Matthaus (Alemanha), Xavi (Espanha), Pelé (Brasil), Diego Maradona (Argentina), Lionel Messi (Argentina), Ronaldo (Brasil) e Cristiano Ronaldo (Portugal).


14h10 – Todos os campeões

Ronaldo recebe o prêmio de melhor do mundo da Fifa em 1996Armando Franca/AFP

O Brasil não tem um vencedor do prêmio desde Kaká, em 2007, mas segue como o maior vencedor do prêmio criado em 1991, com oito conquistas. Portugal tem seis (cinco de Cristiano Ronaldo e uma de Luis Figo), mesmo número da Argentina (todas com Lionel Messi). Confira, abaixo, a lista de vencedores.

1991: Lothar Matthaus (Alemanha) – Inter de Milão/ITA

1992: Marco van Basten (Holanda) – Milan/ITA

1993: Roberto Baggio (Itália) – Juventus/ITA

1994: Romário (Brasil) – Barcelona/ESP

1995: George Weah (Libéria) – Milan/ITA

1996: Ronaldo (Brasil) – Barcelona/ESP

1997: Ronaldo (Brasil) – Inter de Milão/ITA

1998: Zinedine Zidane (França) – Juventus/ITA

1999: Rivaldo (Brasil) – Barcelona/ESP

2000: Zinedine Zidane (França) – Juventus/ITA

2001: Luis Figo (Portugal) – Real Madrid/ESP

2002: Ronaldo (Brasil) – Real Madrid/ESP

2003: Zinedine Zidane (França) – Real Madrid/ESP

2004: Ronaldinho Gaúcho (Brasil) – Barcelona/ESP

2005: Ronaldinho Gaúcho (Brasil) – Barcelona/ESP

2006: Fabio Cannavaro (Itália) – Real Madrid/ESP

2007: Kaká (Brasil) – Milan/ITA

2008: Cristiano Ronaldo (Portugal) – Manchester United/ING

2009: Lionel Messi (Argentina) – Barcelona/ESP

2010: Lionel Messi (Argentina) – Barcelona/ESP*

Continua após a publicidade

2011: Lionel Messi (Argentina) – Barcelona/ESP*

2012: Lionel Messi (Argentina) – Barcelona/ESP*

2013: Cristiano Ronaldo (Portugal) – Real Madrid/ESP*

2014: Cristiano Ronaldo (Portugal) – Real Madrid/ESP*

2015: Lionel Messi (Argentina) – Barcelona/ESP*

2016: Cristiano Ronaldo (Portugal) – Real Madrid/ESP

2017: Cristiano Ronaldo (Portugal) – Real Madrid/ESP

2018: Luka Modric (Croácia) – Real Madrid/ESP

2019: Lionel Messi (Argentina) – Barcelona/ESP

*Entre 2010 e 2015 o prêmio foi entregue em conjunto com o Bola de Ouro, da Revista France Football


14h – Todos os indicados de 2020

Robert Lewandowski, artilheiro da temporada e multicampeão com o Bayern de Munique, é o favorito a vencer o prêmio pela primeira vez. Ele terá de superar a concorrência dos dois maiores vencedores do prêmio: Messi (dono de seis troféus) e Cristiano Ronaldo (cinco).

Maior vencedor da premiação inaugurada em 1991, o Brasil tem apenas um representante na festa: Alisson Becker. O jogador de 28 anos do Liverpool disputa o prêmio de melhor goleiro contra o alemão Manuel Neuer, do Bayern de Munique, e o esloveno Jan Oblak, do Atlético de Madri.

Um clube brasileiro terá a chance de sair com uma láurea do The Best. O golaço de bicicleta do uruguaio Giorgian de Arrascaeta na vitória do Flamengo sobre o Ceará por 3 a 0, no Campeonato Brasileiro do ano passado, concorre ao prêmio Puskás, que seleciona o gol mais bonito do ano. Os adversários são Heung-min Son, do Tottenham, e Luis Suárez, hoje no Atlético de Madri, mas que entrou na disputa com um gol de calcanhar pelo Barcelona.

Na categoria de melhor jogadora, a dinamarquesa Pernille Harder, recém-contratada pelo Chelsea, concorre com Lucy Bronze (Inglaterra/Olympique Lyonnais/Manchester City) e Wendie Renard (França/Olympique Lyonnais). Haverá ainda uma entrega de prêmios aos melhores treinadores ou treinadoras nas categorias masculina e feminina. Confira, abaixo, todos os indicados.

Confira todos os indicados ao prêmio The Best:

Melhor jogador masculino

Cristiano Ronaldo (Portugal/Juventus)
Lionel Messi (Argentina/Barcelona)
Robert Lewandowski (Polônia/Bayern de Munique)

Melhor jogadora feminina

Lucy Bronze (Inglaterra/Olympique Lyonnais/Manchester City)
Pernille Harder (Dinamarca/Wolfsburg/Chelsea)
Wendie Renard (França/Olympique Lyonnais)

Melhor goleiro

Alisson Becker (Brasil/Liverpool)
Manuel Neuer (Alemanha/Bayern München)
Jan Oblak (Eslovênia/Atlético de Madri)

Melhor goleira

Sarah Bouhaddi (França/Olympique Lyonnais)
Christiane Endler (Chile/Paris Saint-Germain)
Alyssa Naeher (Estados Unidos/Chicago Red Stars)

Melhor técnico do futebol masculino

Marcelo Bielsa (Argentina/Leeds United)
Hans-Dieter Flick (Alemanha/Bayern München)
Jürgen Klopp (Alemanha/Liverpool)

Melhor técnico do futebol feminino

Emma Hayes (Inglaterra/Chelsea)
Jean-Luc Vasseur (França/Olympique Lyonnais)
Sarina Wiegman (Holanda/seleção holandesa)

Prêmio Puskás

Giorgian De Arrascaeta (URU) – Ceará x Flamengo [Brasileirão – Brasil] (25 de agosto 2019)
Heung-min Son (COR) – Tottenham x Burnley [Premier League – Inglaterra] (7 de dezembro de 2019)
Luis Suárez (URU) – Barcelona x Mallorca [LaLiga – Espanha] (7 de dezembro de 2019)

Assine DAZN | 30 dias grátis para curtir os maiores craques do futebol mundial ao vivo e quando quiser!

Continua após a publicidade

Adicionar aos favoritos o Link permanente.