Árvore de Natal com 29 estrelas homenageia cada uma das vítimas da Covid-19 em Iporá


Familiares das vítimas também enviaram fotos dos parentes para serem colocadas em cada uma das estrelas. Árvore de Natal com 29 estrelas homenageia vítimas da Covid-19, em Iporá
Reprodução/Instagram
“Brilhe de onde a sua estrela estiver” é a mensagem que uma produtora cultural usou para homenagear as vítimas da Covid-19 em Iporá, na região central de Goiás. Foram penduradas em uma árvore 29 estrelas – mesmo número de pessoas que morreram com a doença. A homenagem, promovida pela Toca Energia Criativa, ficará disponível até domingo (27).
A árvore “Sete Tons de Esperança”, como foi chamada, foi inaugurada no último dia 13, no cruzamento da Avenida Minas Gerais com a Rua Joaquim Lucas, no Setor Central. Segundo o diretor da Toca Energia Criativa, Eros Guimarães, após a homenagem, familiares das vítimas enviaram fotos dos parentes para pendurar junto a cada uma das estrelas.
Ainda segundo Eros, a ideia surgiu para homenagear as vítimas da Covid-19 na cidade e trazer um pouco de “leveza” para esse fim de ano. Segundo ele, como a cidade é pequena, a maioria dos moradores conhece pelo menos alguma pessoa que morreu por causa da doença.
“Todo mundo está vivendo um contexto de muito sofrimento, e o retorno mais visível que tivemos é de alegria, porque eles enxergaram a beleza da árvore, que fizemos um jogo de luz, com CDs, então, isso encanta. As pessoas ficam com os olhos brilhando. Então, gerou um momento de respeito e introspecção, mas com leveza”, explicou.
Árvore de Natal com 29 estrelas homenageia vítimas da Covid-19, em Iporá
Reprodução/Instagram
Segundo o diretor, a árvore de Natal foi montada a partir de materiais reaproveitáveis, como garrafas pet e CDs inutilizados, que foram transformados em bolas de Natal. A decoração ficará montada até domingo.
“Estamos de portas fechadas desde o início da pandemia e, enquanto durar a pandemia, iremos permanecer assim. Mas, com a agonia pela vontade de promover cultura, que é nossa razão de ser, usamos a criatividade para fazer uma programação cultural de forma segura. Não tem horário marcado para visitar a árvore, não tem aglomeração, porque é em um local aberto”, explicou.
Veja outras notícias da região no G1 Goiás.
VÍDEOS: últimas notícias de Goiás
Adicionar aos favoritos o Link permanente.