Barra Mansa sinaliza intenção de compra de 80 mil doses da CoronaVac

Público-alvo inicial são profissionais da saúde, idosos acima de 60 anos, profissionais das redes pública e privada de ensino e profissionais de segurança e salvamento. A prefeitura de Barra Mansa, no Sul do Rio de Janeiro, divulgou nesta quinta-feira (17) o envio de um documento para o Instituto Butantan com a intenção de compra de 80 mil doses da vacina CoronaVac.
A vacina está na terceira fase de teste, em que a eficácia precisa ser comprovada antes de ser liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
A expectativa da prefeitura é começar a comprar a vacina no início de 2021 para dar início a imunização.
O público-alvo inicial são profissionais da saúde, idosos acima de 60 anos, profissionais das redes pública e privada de ensino e profissionais de segurança e salvamento.
A CoronaVac está sendo produzida pelo laboratório chinês Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo.
As prefeituras de Volta Redonda e Barra do Piraí também anunciaram a aquisição de mais de 100 mil doses da vacina.
Butantan pode oferecer até 100 milhões de doses da Coronavac para o Plano Nacional de Imunização
Número de infectados
De acordo com os dados do último boletim epidemiológico divulgado, Barra Mansa têm 5.630 moradores diagnosticados com o novo coronavirus desde o início da pandemia.
Nos últimos nove meses, 194 pessoas morreram em decorrência do vírus na cidade. Sobre os casos recuperados, 4.958 pessoas passaram pelo período de isolamento social.
Até a publicação desta reportagem, em todo o Sul e Costa Verde do Rio já são 50.770 casos confirmados do novo coronavírus, 1.486 mortes provocadas pela doença e 43.838 pessoas que já podem ser consideradas recuperadas.
VÍDEOS: as notícias do RJ1 desta quarta-feira
Adicionar aos favoritos o Link permanente.