Bolsonaro participa da formatura de guardas-marinha na Escola Naval, Rio


Ao todo, são 178 aspirantes da turma ‘Capitão-mor Jerônimo de Albuquerque’. Além do presidente, participam da solenidade o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, e o comandante da Marinha, almirante Ilques Barbosa Junior. Escola Naval do Rio
Nicolás Satriano/G1 Rio
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participa, na manhã deste sábado (12), da formatura de guardas-marinha na Escola Naval do Rio de Janeiro.
Ao todo, são 178 aspirantes — que incluem 11 mulheres e uma pessoa de Honduras — da turma “Capitão-mor Jerônimo de Albuquerque”.
Após o curso, que tem duração total de 4 anos, os já nomeados guardas-marinha ainda participam de um ciclo pós-escolar da formação, que é uma viagem de instrução em navio-escola.
O nome da turma é uma homenagem ao primeiro brasileiro a comandar a força naval na defesa do Brasil contra invasores franceses no Maranhão em 1614.
Além de Bolsonaro, participam da solenidade o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, o comandante da Marinha, almirante Ilques Barbosa Junior, o governador em exercício, Cláudio Castro, e o prefeito do Rio, Marcelo Crivella.
Lançamento de submarino
Na sexta-feira (11), em evento também no RJ, Bolsonaro participou do lançamento do submarino Humaitá, no Complexo Naval de Itaguaí da Ilha da Madeira, na Baixada Fluminense.
O Humaitá tem 71 metros de comprimento, pesa 1850 toneladas e tem capacidade para receber 35 militares por até 70 dias embarcados, um tempo maior que a atual frota — que não passa dos 60 dias em alto mar.
A construção levou 2 anos e ocorreu no Complexo Naval de Itaguaí, com a utilização de tecnologia francesa. Antes de se tornar operacional, o submarino terá que passar por uma fase de testes.
Essa é a segunda embarcação entregue pelo Programa Nacional de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB) — o maior investimento nacional em Defesa do país.
O programa foi lançado em 2008, com investimentos estimados em R$ 37 bilhões. Deste valor, já forma gastos R$ 20,8 bilhões, segundo a Marinha. O primeiro submarino entregue foi o Riachuelo, em 2018.
Jair Bolsonaro e o governador em exercício do RJ, Cláudio Castro, durante lançamento do submarino Humaitá
Reprodução/ TV Globo
VÍDEOS: as notícias do Rio e da Região Metropolitana:
Adicionar aos favoritos o Link permanente.