Brasil perde cinco posições no ranking mundial de IDH


País agora ocupa posição 84 entre 189 países analisados em termos de Desenvolvimento Humano, apesar de índice ter tido uma leve melhora. Média brasileira é menor do que a de Chile, Argentina, Uruguai e Colômbia; ranking é liderado pela Noruega. IDH do Brasil teve índice de 0.765 em 2019
Marcos Serra Lima/G1
O Brasil caiu cinco posições no ranking de Índice de Desenvolvimento Humano em 2019, quando comparado ao ano anterior, ainda que seu desempenho tenha tido uma leve melhora.
O resultado consta no Relatório de Desenvolvimento Humano, do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas (PNUD), divulgado nesta terça-feira (15).
Considerando os 189 países analisados, os brasileiros aparecem agora na posição 84, em vez da 79, que ocupavam em 2018. Isso apesar de o índice ter subido de 0.762 para 0.765.
O resultado, porém, ainda mantém o Brasil no grupo de países com alto desenvolvimento humano.
Mas não há motivos para grande otimismo quando é feita uma comparação com países vizinhos. A média brasileira é menor do que a da Argentina, Uruguai e Colômbia e do também sul-americano Chile, superando apenas a do Paraguai.
Chile (43) – 0.851
Argentina (46) – 0.845
Uruguai (55) – 0.817
Colômbia (83) – 0.767
Brasil (84) – 0.765
Paraguai (103) – 0.728
Já em comparação com outros Brics, grupo de países emergentes do qual faz parte, o Brasil perde para a Rússia, mas aparece à frente de China, África do Sul e Índia.
Os três países que lideram o ranking de Desenvolvimento Humano são europeus: em primeiro lugar a Noruega, com Irlanda e Suíça empatadas em segundo.
Já os três índices mais baixos foram obtidos por países africanos: Chade, República Centro-Africana e Níger.
Vídeos: Os mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias
Adicionar aos favoritos o Link permanente.