Caminhoneiro é condenado no CE por atropelar e matar homem que parou na pista para ajudá-lo


André Jesus Souza fingiu estar sem combustível em veículo, recebeu ajuda de casal que parou na estrada e o manteve refém. Além do homicídio, o acusado tentou matar a mulher que acompanhava a vítima. Caminhoneiro que atropelou homem que parou para ajudá-lo em rodovia é condenado
TV Verdes Mares/Reprodução
Um caminhoneiro foi condenado nesta terça-feira (15) a 25 anos e quatro meses de prisão por atropelar e matar homem e tentar assassinar uma mulher na CE-060, na cidade de Mombaça, no Ceará. A mulher da vítima foi agredida com barra de ferro.
André Jesus Souza parou no acostamento da estrada, recebeu ajuda de um casal, que o fez o refém e exigiu o valor de R$ 500 para soltá-los. Souza atropelou o homem quando ele fugiu do veículo e em seguida agrediu a mulher.
Após perseguição, a polícia prendeu o motorista, que dirigia em zigue-zague. A polícia montou uma barreira e furou o pneu do veículo e em seguida conseguiu capturá-lo. (Assista no vídeo abaixo.)
Souza foi condenado a cumprir pena inicialmente em regime fechado “em razão do perigo gerado pelo estado de liberdade do réu, decorrente da crueldade nas práticas dos delitos, cometidos com emprego de tortura, sem motivação esclarecida, contra as duas vítimas”.
Conforme o Ministério Público do Ceará, o crime aconteceu com uso de dissimulação e tortura.
Reféns e extorsão
Motorista dirigiu em zigue-zague, foi perseguido e preso no interior do Ceará após atropelar e matar homem
TV Verdes Mares/Reprodução
O casal foi sequestrado e recebeu como exigência em troca da soltura o pagamento no valor de R$ 500. Eles foram levados pelo réu dentro do carro e, em determinado momento do trajeto, a vítima do sexo masculino conseguiu se soltar e saltou do veículo.
“Ao perceber que um dos reféns tinha fugido, o caminhoneiro ligou o veículo, atropelou o homem, que morreu ainda no local, e fugiu levando a mulher. Ele chegou a agredi-la com a barra de ferro. Como a porta do caminhão ficou aberta, a mulher, mesmo amarrada, se jogou do veículo em movimento”, detalha a denúncia do Ministério Público.
André Jesus Souza foi encaminhado até a Delegacia Regional de Senador Pompeu e a mulher sobrevivente socorrida a uma unidade hospitalar, onde posteriormente recebeu alta.
À época, a Secretaria da Segurança Pública informou que o caminhoneiro alegou, em depoimento, ter gasto R$ 500 em cocaína e, para recuperar o valor, fez o casal refém e exigiu o dinheiro.
Motorista amarra e atropela homem que o ajudou a reparar veículo em estrada no Ceará
Assista às notícias do Ceará no G1 em 1 minuto:
Adicionar aos favoritos o Link permanente.