Campanha de vacinação contra febre aftosa é prorrogada até o dia 21 de dezembro no Pará


Dados mostram que cerca de 9,5 milhões de bovinos e bubalinos foram vacinados na segunda etapa de Campanha de Vacinação Contra a Febre Aftosa no estado. Animal sendo vacinado contra a febre aftosa
Divulgação
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) prorrogou a notificação da vacinação contra a febre aftosa no Pará e agora os produtores têm até o dia 21 de dezembro para informar a Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) sobre a vacinação.
O produtor é o responsável pela vacinação, e terá até o dia 21 de dezembro para fazer a comunicação da vacina nos escritórios da Adepará. As vacinas devem ser adquiridas em estabelecimentos cadastrados pela Agência e o produtor deve exigir a nota fiscal, para apresentá-la a Adepará, comprovando que vacinou e atualizando seu cadastro. Quem não realizar a notificação fica impedido de adquirir novas vacinas, paga multa de acordo com o rebanho, entre outros impedimentos.
Nesta fase da campanha, realizada no período de 1º a 30 de novembro, foram vacinados animais com idade entre zero e dois anos, em aproximadamente 103 mil propriedades. Os dados mostram que cerca de 9,5 milhões de bovinos e bubalinos foram vacinados na segunda etapa de Campanha de Vacinação Contra a Febre Aftosa.
Para que o estado ganhe o status de livre da febre aftosa é preciso alcançar a meta estipulada OIE de 90%. Em campanhas anteriores, o Pará alcançou índices acima de 98% de vacinação do rebanho.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.