Ceará atinge 314.445 casos confirmados de Covid-19 e 9.772 mortes pela doença

Em comparação com a atualização anterior do IntegraSUS, realizada às 19h23 da última quinta-feira (10), foram confirmados mais 684 casos e nenhuma morte pela Covid-19. O Ceará já confirmou, até a manhã desta sexta-feira (11), 314.445 casos confirmados de Covid-19 e 9.772 óbitos em decorrência da doença. Já são 257.263 pessoas recuperadas da enfermidade. Os números são do IntegraSUS, da Secretaria estadual da Saúde (Sesa), atualizado às 11h29.
O Estado tem ainda 39.511 casos suspeitos e já realizou 1.210.381 testes para identificar o novo coronavírus. Desde o início da pandemia, foram notificados 992.163 casos da infecção.
Em comparação com a atualização anterior do IntegraSUS, realizada às 19h23 da última quinta-feira (10), foram confirmados mais 684 casos e nenhuma morte pela Covid-19.
As maiores incidências de casos da doença, em números proporcionais a 100 mil habitantes, são registradas nas cidades de Acarape (12.961,4), Frecheirinha (11.078,7), Crateús (8.708,7), Groaíras (7.255,1) e Quixelô (7.195).
Fortaleza tem incidência de 2.764. A capital cearense concentra os maiores números absolutos: 73.780 casos confirmados e 4.046 mortes. Juazeiro do Norte, na região do Cariri, acumula 16.701 diagnósticos positivos para a doença, 313 óbitos e registra incidência de 6.090,7.
Crato, na mesma região, já confirmou 8.091 casos e 103 óbitos pela doença. A incidência de casos na cidade é de 6.123,8. Em Sobral, na região Norte, 12.807 pessoas foram infectadas, 321 não resistiram à doença, e a incidência é de 6.129,7.
Na macrorregião de Fortaleza, os maiores números de casos confirmados, além da capital cearense, são registrados em Maracanaú (8.288), Caucaia (6.887) e Maranguape (5.657). Caucaia tem o segundo maior número de mortes pela Covid-19 (365) e registra incidência de casos de 1.905,6.
Maracanaú contabiliza 259 óbitos e tem incidência de 3.636,9. Em Maranguape, a incidência de casos está em 4.386, e 119 pessoas morreram pela Covid-19.
Veja outras informações da plataforma:
A taxa de ocupação das UTIs cearenses é de 64,24%;
A taxa de ocupação das enfermarias cearenses é de 41,62%;
A letalidade da doença no Estado é de 3,1%;
Não há óbitos confirmados pela doença nas últimas 24 horas.
Os números apresentados pela Secretaria da Saúde são atualizados permanentemente e fazem referência à disponibilidade dos resultados dos testes para detectar a presença dos vírus, ou seja, não necessariamente correspondem à data da morte ou do início da apresentação dos sintomas pelo paciente.
Retomada econômica
Todas as regiões do Ceará estão na quarta e última fase do plano de retomada econômica. Em novo decreto estadual, publicado no Diário Oficial do Ceará em 25 de outubro, o governo autorizou o retorno das aulas presenciais do 3º ao 8º anos do ensino fundamental, com isso, liberando a retomada de todas as turmas do ensino fundamental.
Além disso, o documento proibiu o comércio ambulante, em bancas ou estrutura provisória, de bebidas alcoólicas. Eventos festivos em ambientes fechados também estão proibidos.
No último dia 6 de novembro, o Governo do Estado anunciou a renovação do decreto sem alterações em relação às regras válidas desde o fim de setembro.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.