Chuva em SC: veja quem são os mortos


Foram onze vítimas em Presidente Getúlio e uma em Ibirama. Segundo Defesa Cicil, nove pessoas seguem desaparecidas. Temporal provocou estragos na cidade de Presidente Getúlio, no Vale do Itajaí. Imagem mostra destruição nesta quinta-feira (17)
Prefeitura de Presidente Getúlio/Divulgação
Onze pessoas que morreram durante o temporal que atingiu o Vale do Itajaí a partir da noite de quarta-feira (16) foram identificadas pelo Instituto Geral de Perícias (IGP). Na lista, há ao menos três pessoas da mesma família e uma criança – que não teve o nome e a idade revelados.
Em informe divulgado às 18h17 desta quinta-feira (17) pela Defesa Civil, o órgão confirmou que pelo menos 12 pessoas morreram. Foram onze vítimas em Presidente Getúlio e uma em Ibirama. Ao menos nove pessoas seguem desaparecidas: sete em Presidente Getúlio e duas em Rio do Sul.
Veja a lista dos identificados
1 – Pâmela Tais Miranda, 19 anos, natural de Blumenau;
2 – Francieli Hamm Wiese, 34 anos, natural de Ituporanga;
3 – Uma criança;
4 – Vera Kloth, 48 anos, natural de Presidente Getúlio;
5 – Alexia Correa do Nascimento, 19 anos, natural de Brusque;
6 – Daniel Wiese, 44 anos, natural de Presidente Getúlio;
7 – Dieter Wiese, 50 anos, natural de Presidente Getúlio;
8 – Elsa Hilma Wiese, 82 anos, natural de Presidente Getúlio;
9 – Lourdes Sehnem, 57 anos, natural de Presidente Getúlio;
10 – Lino Leopoldo Sehnem, 89 anos, natural de Imaruí;
11 – Andrei Rangel Bozan, 28 anos, natural de Presidente Getúlio.
Segundo a Defesa Civil estadual, mais cidades da região foram atingidas. No Vale do Itajaí, entre as cidades mais afetadas, estão também Aurora, Ascurra, Rio do Sul e Apiúna.
Confira abaixo um resumo dos estragos em cada município:
Presidente Getúlio – atingido por forte enxurrada e nove pessoas morreram. O trajeto onde fica o ribeirão no bairro Revólver ficou todo comprometido, conforme o comandante dos bombeiros voluntários de Presidente Getúlio, Alex Lima. São cerca de 4 quilômetros de ribeirão. “Praticamente todo esse trajeto ficou comprometido com pedras, barreiras, estradas danificadas, etc”, afirmou o comandante. Oito pessoas estão desaparecidas. Cerca de 370 casas e 1,6 mil pessoas foram atingidas.
Rio do Sul – residências foram inundadas. Um abrigo foi montado. Duas pessoas morreram
Ibirama – uma pessoas morreu. Prefeitura afirma que houve deslizamentos, alagamentos e quedas de muros e árvores
Aurora (Vale do Itajaí) – atingida por alagamentos. Também houve lagoas que transbordaram, inundação de residências e deslizamentos
Apiúna (Vale do Itajaí) – danos em ruas e pontilhões
Ascurra (Vale do Itajaí) – registrou deslizamentos, enxurrada e danos em ruas e pontes
Santo Amaro da Imperatriz (Grande Florianópolis) – teve deslizamentos
Palhoça (Grande Florianópolis) – registrou alagamentos e deslizamentos
Santa Rosa do Sul (Sul) – teve destelhamentos e dano em ponte
Siderópolis (Sul) – deslizamento de terra atingiu casa
Urussanga (Sul) – teve deslizamentos, alagamentos e quedas de árvores
VÍDEOS: Destaques do G1 SC no BDSC
Veja outras notícias do estado no G1 SC
Adicionar aos favoritos o Link permanente.