Civil e MP investigam supostas compras de votos em troca de combustível nas eleições 2020 em RO


Operação Tanque Cheio foi deflagrada na cidade de São Miguel do Guaporé. Nomes dos investigados não foram divulgados. Segundo denúncia, candidatos usaram postos para abastecer veículos de eleitores
Marcelo Brandt/G1
A Polícia Civil e o Ministério Público de Rondônia deflagraram uma operação conjunta, neste sábado (12), para verificar se candidatos utilizaram postos de combustíveis e compraram votos de eleitores em São Miguel do Guaporé (RO). A operação é chamada de Tanque Cheio.
Ao todo, foram cumpridos 8 mandados de busca e apreensão em residências de alvos da investigação, entre candidatos e apoiadores políticos, nas zonas urbana e rural de São Miguel.
Segundo apontou a investigação, candidatos teriam utilizado postos da cidade (durante o período eleitoral) para abastecer veículos de eleitores em troca votos.
Os nomes dos candidatos alvos da operação Tanque Cheio ainda não foram divulgados pelo MP e Civil.
De acordo com a promotoria de Justiça de São Miguel, a operação realizada neste sábado visa “reunir novos elementos de prova para corroborar a materialidade e autoria dos atos ilícitos já identificados”.
Veja mais notícias de Rondônia
Adicionar aos favoritos o Link permanente.