COE mantém restrições para festas de Natal e Ano Novo no Piauí por causa da pandemia


O Centro de Operações da Emergência (COE) orienta que as pessoas utilizarem os meios virtuais para as festas de fim de ano. Festas nas praias no Litoral do Piauí estão proibidas, segundo nota técnica da Divisa
Carlos Rocha/G1
O Centro de Operações da Emergência (COE) decidiu manter as restrições para atividades e festas do Natal e do Fim de Ano no Piauí. As medidas visam a diminuição da transmissibilidade da Covid-19 e controle da doença no estado.
Hérlon Guimarães, membro do COE, destacou que o Centro vem orientado as pessoas utilizarem os meios virtuais para as festas de fim de ano. Ele fortaleceu a importância dos meios preventivos para combater o coronavírus, como o uso de máscaras, lavar as mãos, distanciamento social e evitar aglomeração.
“Observamos que a população esqueceu que estamos ainda diante de uma pandemia e que observamos em nosso estado um aumento no número de casos confirmados e de mortes. Se você não tem a necessidade de ir para determinados locais, permaneça em casa, que faça suas reuniões ainda virtual. Estamos com vacinas realizadas em alguns países, vamos ter mais um pouco mais de cautela. Está nas nossas mãos a questão da diminuição da transmissibilidade e controle da doença”, destacou Hérlon Guimarães.
Comitê de Operações Especiais da pandemia faz reunião sobre festas de fim de ano
Na sexta-feira (11), membros do COE estiveram reunidos para avaliar a regulamentação técnica que estabelece medidas higiênicossanitárias para as festas de fim de ano, além dos índices de transmissibilidade, ocupação de leitos hospitalares e o crescimento do número de óbitos dos últimos 14 dias.
No encontro, os membros do Centro de Operações ratificaram os protocolos até então estabelecidos permitindo que todas as atividades econômicas possam continuar em funcionamento. Já em relação às festas de fim de ano, o COE decidiu manter a restrições de todos os eventos públicos e privados, que devem respeitar os protocolos.
Hérlon destacou que o Piauí vem registrando um aumento de casos de Covid-19. Ele reforçou a necessidade de evitar aglomeração e manter o distanciamento para que o estado não tenha uma segunda e mais ondas da doença.
“Precisamos fazer a nossa parte e cumprir todas as medidas. As recomendações feitas pelo COE fazem prevenção para não termos que voltar aplicar medidas mais restritivas, mas queremos avançar nosso protocolo de retomada econômica”, frisou.
Festas em praças e praias estão proibidas
A Diretoria de Unidade de Vigilância Sanitária Estadual (Divisa) divulgou recomendações que devem ser adotados nas festas de fim de ano. O órgão proibiu, por exemplo, a realização de festas em praças, parques, avenidas, pontes, orla marinha, praias, clubes, para que não haja aglomeração de pessoas e potencialização da transmissão do coronavírus.
Já os eventos realizados em ambientes abertos e semiabertos, o público máximo permitido será de 100 pessoas.
VÍDEOS: Confira as notícias mais vistas do G1 Piauí
Adicionar aos favoritos o Link permanente.