Com 16 caminhões, governo tenta solucionar escoamento da produção do interior do AM

Foram investidos R$ 3 milhões na ação, que faz parte do programa “Agro Amazonas”. O governo do Amazonas entregou, nesta segunda-feira (14), 16 caminhões para ajudar a escoar toda a produção agrícola de municípios do interior do estado. Foram investidos R$ 3 milhões na ação, que faz parte do programa “Agro Amazonas”.
A cerimônia teve a presença do governador do Amazonas, Wilson Lima, do ministro da Cidadania, Ônyx Lorenzoni, e de representantes e secretarias do setor agropecuário.
Cada um dos 16 veículos será encaminhado para uma cidade diferente. E funcionarão como pontos de coleta e transporte de produção.
Assim, com um total de 16 caminhões, o governo pretende amenizar o problema de escoamento da produção do interior e beneficiar 300 agricultores familiares.
“A entrega desses caminhões acontece para atender àquelas regiões onde há necessidade e dificuldade no escoamento da produção. E nós vamos garantir não só o escoamento, mas também a alimentação de milhares de pessoas”, afirmou o governador do Amazonas, Wilson Lima.
Segundo o secretário de Estado da Produção Rural, Petucio Pereira de Magalhães, embora o interior do Amazonas seja líder na produção agropecuária, a maior dificuldade é conseguir vender esse material produzido para fora.
“O grande desafio sempre foi garantir a compra e o escoamento da produção. O produtor rural sonha em comercializar o produto dele. É muito frustrante chegar ao final do investimento de uma vida, ver aquele produto finalizado e não ter como escoar”, disse.
Os municípios que vão ser beneficiados e receberão os caminhões são: Novo Airão, Rio Preto da Eva, Anori, Atalaia do Norte, Barcelos, Benjamin Constant, Boa Vista do Ramos, Fonte Nova, Ipixuna, Novo Aripuanã, Nova Olinda do Norte, Pauini, Santa Izabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira, Tabatinga e Uarini.
Com o projeto “Agro Amazonas”, o governo do estado informou ainda que pretende profissionalizar o setor, formando técnicos e produtores rurais. Pretende ainda convocar servidores para atuar em órgãos estaduais e criar um sistema para integrar informações de processos de regularização fundiária.

Veja os vídeos mais assistidos do G1:

Adicionar aos favoritos o Link permanente.