Com UTIs lotadas, médico faz desabafo sobre irresponsabilidade durante a pandemia: ‘Estamos esgotados’


Diretor da Santa Casa de Itatiba (SP) afirma que, além de pacientes com Covid, equipe está sobrecarregada com atendimento a vítimas de acidentes envolvendo embriaguez. Com UTIs lotadas, médico faz desabafo sobre irresponsabilidade durante a pandemia: ‘Estamos esgotados’
Arquivo pessoal
“É uma situação de desespero. Desespero. É só isso que posso falar. Eu estou há não sei quantas horas de plantão. Está todo mundo cansado, estressado. Está difícil, muito difícil. A gente tem muito paciente entubado com Covid, acreditem.”
É dessa forma que o médico e diretor da Santa Casa de Itatiba (SP), Luiz Gabriel Signorelli, começa um desabafo postado nas redes sociais na quinta-feira (24), véspera de Natal.
Em um vídeo de cerca de quatro minutos, o profissional da saúde, que atua na linha de frente do combate à pandemia, fala sobre a irresponsabilidade das pessoas em evitar a propagação do coronavírus (assista abaixo).
“Quem pega essa maldita dessa doença não tem culpa. A gente precisa cuidar deles. A gente está lá para isso. Se é possível você evitar o contato, evite, pelo amor de Deus. Ter contato de maneira desnecessária, com aglomerações desnecessárias, em festa e baladas é uma irresponsabilidade”, diz.
Segundo o médico, o hospital da Santa Casa tinha três pacientes na UTI Covid no dia 1º de dezembro. Atualmente, há 13 pessoas internadas. Luiz conta que, em apenas oito dias após a reabertura dos leitos de UTI, todas as vagas já estavam ocupadas.
“Isso aqui é real. Quem quiser pode ir oferecer ajuda, conhecer nossa realidade. A gente precisa de ajuda. Se cuidem, pelo amor de Deus”, afirma.
Com UTIs lotadas, médico faz desabafo sobre irresponsabilidade durante a pandemia
Sobrecarga
O médico conta que, além de pacientes com Covid, a equipe está sobrecarregada com os atendimentos a vítimas de acidentes envolvendo embriaguez.
“Essa madrugada eu passei inteira cuidando de pacientes com trauma, moto e álcool. Não dá. Entendam isso. Se você bebe e pega a moto ou pega o carro, você é um irresponsável. Você não tem empatia. Você não sabe o que é ter empatia”, diz.
Ele relata que o hospital recebeu mais de 10 pacientes vítimas de acidente durante a madrugada do dia 24 de dezembro.
“Tem gente morrendo por falta de espaço físico, por falta de insumos. Não tem nem para comprar. Pensem um pouco. Respeitem a gente, respeitem a nossa equipe. Quem está dirigindo, correndo igual um louco, misturando com bebida alcoólica. Vocês estão matando, além de vocês, outras pessoas. Pelo amor de Deus”, desabafa.
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí
Adicionar aos favoritos o Link permanente.