Comércios da região de Itapetininga podem funcionar por 12 horas após anúncio do governo de SP


De acordo com as novas medidas, comércios em geral retomam o expediente de 12 horas com fechamento às 22h, com intuito de evitar aglomerações de pessoas. As regras valem a partir deste sábado (12), segundo o governo estadual. Comércios da região de Itapetininga podem funcionar por 12 horas após anúncio do governo de SP
Jamie Rafael/TV TEM
Após o anúncio do governo do estado de São Paulo, nesta sexta-feira (11), os comércios da região de Itapetininga (SP) vão poder funcionar durante 12 horas consecutivas ou fracionadas.
Com essas novas medidas, os bares vão encerrar o atendimento presencial às 20h, enquanto restaurantes e lojas de conveniência em perímetro urbano só poderão vender bebidas alcoólicas até as 20h e deverão fechar as portas às 22h.
Confira os números da pandemia de Covid-19 na região de Itapetininga
De acordo com as novas medidas, comércios em geral retomam o expediente de 12 horas com fechamento às 22h, com intuito de evitar aglomerações de pessoas. As regras valem a partir deste sábado (12), segundo o governo estadual.
Em Itapetininga, equipes da prefeitura fazem fiscalização na cidade para evitar aglomeração e ações que desrespeitem as novas normas da fase amarela do Plano SP de flexibilização do comércio.
As ações ocorrem, principalmente, em locais conhecidos pelos encontros de jovens, como as praças Peixoto Gomide, da Bíblia, do Rosário e a Duque de Caxias.
As medidas são para evitar o contágio e aumento dos casos de coronavírus. Itapetininga registra, até sábado (12), 3.084 casos positivos de Covid-19, com 96 mortes.
Confira as regras:
A capacidade de público em bares e restaurantes está limitada a 40% da capacidade de cada estabelecimento.
A permanência de clientes em pé está proibida, e cada mesa pode ter, no máximo, seis pessoas.
O distanciamento mínimo entre as mesas deve ser de 1,5 metro, com aferição de temperatura e acesso a álcool em gel nos estabelecimentos.
Nas lojas de conveniência, os clientes podem permanecer em pé, mas devem seguir as demais normas e horários dos restaurantes.
A limitação de venda de bebida alcoólica às 20h vale tanto para o consumo nas lojas como para viagem.
A medida é necessária para coibir aglomerações nas imediações das lojas e outros locais públicos.
Fiscalização
Para coibir o funcionamento irregular de estabelecimentos, além de festas, baladas e eventos clandestinos, o governo estadual reforçou a fiscalização com equipes da Vigilância Sanitária para auxiliar as equipes municipais, especialmente em cidades com mais de 70 mil habitantes.
Para denunciar irregularidades, as denúncias podem ser feitas 24 horas por dia pelo telefone 0800-771-3541 ou para o e-mail secretarias@cvs.saude.sp.gov.br .
Fase amarela
Mapa da 15ª atualização do Plano SP
Reprodução/Governo de SP
A região de Itapetininga regrediu para a fase amarela do Plano São Paulo de flexibilização da economia. A informação foi divulgada pelo Governo Estadual durante uma coletiva de imprensa realizada no dia 30 de novembro.
As cidades fazem parte do Departamento Regional de Saúde (DRS) de Sorocaba e estavam na fase verde do plano estadual desde o dia 9 de outubro.
Cidades que fazem parte da região de Avaré (SP) pertencem ao DRS de Bauru, que permaneceu na fase amarela. Bernardino de Campos, Óleo e Timburi integram o DRS de Marília e também continuam na fase 3.
Na fase amarela, a terceira mais restritiva, podem funcionar shoppings centers (exceto praças de alimentação), comércio de rua e serviços em geral, com adoção das medidas de segurança contra a Covid-19.
Estabelecimentos devem tomar medidas de prevenção contra a Covid-19
Os critérios que baseiam a classificação das regiões são:
Ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs);
Total de leitos por 100 mil habitantes;
Variação de novas internações, em comparação com a semana anterior;
Variação de novos casos confirmados, em comparação com a semana anterior;
Variação de novos óbitos confirmados, em comparação com a semana anterior.
Na fase verde também é considerado óbitos e casos para cada 100 mil habitantes;
Regiões que atingirem as fases 3 (Amarela) ou 4 (Verde) permanecerão nessas fases desde que tenham indicadores semanais inferiores a 40 internações por Covid-19 a cada 100 mil habitantes e 5 mortes a cada 100 mil habitantes.
Veja as principais regras de cada fase:
Fase vermelha: Permitido o funcionamento apenas de serviços essenciais.
Fase laranja: Também podem reabrir imobiliárias, concessionárias, escritórios, comércio e shoppings podem reabrir, mas com restrições.
Fase amarela: Também podem reabrir salões de beleza, bares, restaurantes, academias, parques e atividades culturais com público sentado podem funcionar, mas com restrições.
Fase verde: Também podem reabrir eventos, convenções e atividades culturais com público em pé poderão voltar a acontecer quando houver uma estabilidade de quatro semanas do estado de São Paulo na fase verde (4), também com restrições.
Veja mais notícias no G1 Itapetininga e Região
Adicionar aos favoritos o Link permanente.