Consultoria de Moro faturou mais de R$ 17 milhões com a Odebrecht

Dívidas do conglomerado de empresas surgiram após grupo ser investigado pela Operação Lava Jato, que tinha Moro como juiz

Sergio Moro

Ex-ministro da Justiça do Governo Bolsonaro, Sergio Moro

A  empresa de consultoria
da qual o ex-ministro da Justiça do Governo Bolsonaro, Sergio Moro
, se tornou sócio-diretor já faturou R$ 17,6 milhões com processos do grupo Odebrecht.

foi responsável por recorrer à Justiça na tentativa de negociar as dívidas do conglomerado de empresas, após o grupo ser investigado pela Operação Lava Jato, que Moro era juiz. A intenção seria evitar que a Odebrecht entrasse em falência.

A Alvarez & Marsal
ficou responsável pelo serviço desde junho de 2019. Os honorários pelo serviço de recuperação da Odebrecht
superam R$ 1 milhão por mês. O valor mensal cobrado anteriormente, até julho de 2019, era de R$ 1,5 milhão por mês.

Os honorários serão reduzidos a R$ 400 mil por mês a partir de novembro, a pedido da Odebrecht
à Justiça. Em maio de 2021, o valor será reduzido para R$ 300 mil. As informações são do portal Uol.

A empresa Sete Brasil
, criada para explorar o pré-sal, contratou a Alvarez & Marsal para enfrentar a recuperação judicial após ser alvo de denúncias de corrupção.

A Queiroz Galvão
, construtora que entrou em crise após ser investigada pela Lava Jato
, também assinou contrato com a consultoria que agora Sergio Moro faz parte.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.
Leitores On Line