Covid-19: governo reafirma que laboratórios não pediram registro da vacina

O Ministério da Saúde reafirmou nesta quinta-feira, 17, que não há data estabelecida para início da vacinação contra a Covid-19 no Brasil. De acordo com a pasta, um cronograma só pode ser definido após a aprovação de um imunizante pela Anvisa. No entanto, até o momento, nenhuma empresa solicitou o uso emergencial nem o registro da vacina.

“Assim, as notícias veiculadas que citam o dia 21 de janeiro como uma possível data para o início da campanha de imunização não são verdadeiras.”, afirmou o Ministério da Saúde em comunicado.

A pasta ressalta que memorandos de intenção de compra já foram firmados com diversas empresas. Na semana passada, o governo assinou a carta de intenção de compra de 70 milhões de doses da vacina da Pfizer, mas o acordo ainda não foi oficializado.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.