Destino Manaus: conheça história do casal do DF que a partir de 25 de dezembro faz uma viagem de Kombi pelo Brasil


Tainá Baldez e Thiago Conceição pretendem chegar ao destino em dezembro de 2021. Veículo, que saiu de linha em 2014, é equipado com fogão, sofá-cama, armários, placa solar e caixa d’água. Tainá e o namorado vão pegar a estrada, de Brasília até Manaus, em uma viagem de Kombi programada para durar 1 ano
Arquivo pessoal
Duas pessoas, uma Kombi e um sonho: “Fazer do mundo o quintal de casa”. Essa receita será testada pela brasiliense Tainá Baldez e pelo carioca Thiago Conceição. Eles vão sair do Distrito Federal, em pleno Natal, no dia 25 de dezembro, rumo a Manaus (AM).
Acervo de clássicos da Volkswagen tem última Kombi feita no Brasil
Primeira Kombi feita no Brasil saía da fábrica em 1957; veja imagens históricas
A previsão de chegada ao destino é para o final de 2021. “A gente vai subir pelo litoral do Nordeste até chegar em Belém (PA). De lá colocaremos a Kombi em uma balsa”, diz Tainá.
O veículo da Volkswagen deixou de ser fabricado em 2014, mas a Kombi de Tainá, além de passar por todas as revisões, foi preparada para viagens. Ela é equipada com climatizador, fogão, sofá-cama, armários, lataria revestida com isolamento térmico, placa solar e caixa d’água.
Uma casa de 4 m²
Tainá vai trocar 27 m², que ocupa em uma quitinete na Asa Norte, em Brasília, por aproximadamente 4 m², o espaço interno da Kombi. Ela conta que o isolamento social, por causa pandemia do novo coronavírus, motivou a decisão.
“Eu sempre quis viajar pelo Brasil. Durante a pandemia, essa reclusão me fez querer sair ainda mais. Então, pensei em uma maneira que fosse mais segura e econômica pra fazer essa viagem”, diz .
Aluguel de motorhomes cresce durante a pandemia
Família que saiu de casa para morar em ônibus estaciona em Brasília após 1 ano de viagem
Teste drive
Tainá, que mora em Brasília, vai percorrer o país em uma Kombi, a partir de 25 de dezembro
Arquivo pessoal
Para testar se estava preparada para a viagem com a Penélope, nome dado para a Kombi (saiba mais abaixo), a brasilense percorreu 1,2 mil quilômetros dirigindo. Primeiro, foram 700 km de estrada de Belo Horizonte (MG) – onde comprou o veículo – até chegar ao DF.
Depois, ela e uma amiga completaram o teste drive em uma viagem de Brasília até a Chapada dos Veadeiros, em Alto Paraíso de Goiás (GO). Foram mais 264 km na “casa sobre rodas”.
“Foi uma experiência maravilhosa, do jeito que eu esperava. É aconchegante, parece útero de mãe, porque é pequeninho, mas super gostoso”, conta Tainá.
Do relacionamento à distância até a decisão de morar na Kombi
Antes dos planos de ir para Manaus de Kombi, Tainá e Thiago estavam vivendo em um relacionado à distância. Ela trabalhava no Rio de Janeiro, mas resolveu passar o período de isolamento perto da família, em Brasília.
Enquanto isso, ele, que é carioca, ficou por lá. Quando surgiu a ideia de entrar para a vida nômade, Tainá convidou Thiago que, segundo ela, disse sim imediatamente.
“A gente vai morar junto pela primeira vez, na Kombi”, diz ela.
Tainá e a Kombi, chamada de Penélope
Arquivo pessoal
Thiago aposta que “a viagem será transformadora”. Para ele, além da experiência de viverem juntos, ter a possibilidade de percorrer o Brasil, conhecer culturas, belezas naturais e fazer amigos por onde passarem, é enriquecedor”.
Primeira parada: litoral baiano
A viagem tem como primeiro destino a cidade de Prado (BA), no litoral Sul da Bahia. “Daqui para a Bahia, eu conheço a estrada. Vamos por Correntina, um total de 1,7 mil km. A gente vai dormir no meio do caminho”, revela a motorista.
“Vamos sem pressa porque a Kombi não passa de 80 km por hora”, diz Tainá.
O casal prevê que os gastos mensais fiquem em torno de R$ 2 mil. Para pagar as despesas, a brasiliense, que é atriz, pretende fazer apresentações teatrais nas cidades. Já Thiago vai continuar fazendo trabalhos freelancer como editor de vídeo.
“Eu estou preparando um espetáculo pra apresentar nas praças e passar o chapéu. Meu namorado trabalha como editor de vídeo, a gente pretende oferecer esse serviço como forma de permuta nos restaurantes”, conta a brasiliense.
Tocantinenses adotam motorhomes como estilo de vida: ‘paixão que entra no sangue e não sai mais’
Há 3 anos, autônomo no AC se dedica em montar motorhome para viajar com a família
Segundo a dupla, o objetivo é que, quando a pandemia acabar, os familiares e amigos encontrem com eles pelo caminho.
“Queremos falar: tô aqui no Recife, vem para cá. A ideia é encontrar em alguns cantos pacíficos”, dizem.
Experiência na mala
Apesar de ser uma experiência nova, Tainá conta que está se preparando. Ela fez um curso básico de mecânica, já conhece a parte elétrica do carro e tem conversando com “kombeiros”.
Casais montam motorhomes em Kombis para viajar com comodidade e liberdade
A atriz também traz na bagagem algumas viagens de carro com a família, dois “mochilões” pela Europa e pela África, além de memórias de quando apresentava peças teatrais em diversos cantos do Brasil.
Thiago carrega experiências com viagens e recordações do tempo na Kombi do pai, que inclusive foi o primeiro veículo que ele dirigiu.
“Meu pai era feirante, desde sempre tivemos Kombi, andávamos nela pra todo canto, pra trabalho e lazer”, lembra Thiago.
Uma Kombi chamada Penélope
Campanha Pené Noel usa Kombi ‘Penélope’ para arrecadar doações de livros e brinquedos para assentamento, no DF
Reprodução
Tainá disse ao G1 que o nome Penélope surgiu depois que viu uma Kombi rosa – apesar do veículo dela ser branco e vermelho. “O nome é inspirado na personagem Penélope Charmosa”, explica.
Mas antes de pegar a estrada, Penélope vai transportar doações. Tainá está fazendo a campanha “Pené Noel”, cujo intuito é arrecadar livros, jogos e brinquedos para crianças.
“As doações serão entregues no acampamento Marielle Franco, em São Sebastião, no DF”, explica a atriz.
Os voluntários que quiserem doar, podem agendar a entrega dos itens por meio do perfil dos viajantes no Instagram. A Tainá diz que vai recolher as doações em todos os cantos do DF.
VÍDEOS: os mais vistos do G1 Carros
* Sob supervisão de Maria Helena Martinho
Leia outras notícias da região no G1 DF.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.