Dólar abre em queda e recua a R$ 5,02


Na sexta-feira, moeda norte-americana fechou em alta de 0,14%, a R$ 5,0446. Notas de dólar
Reuters
O dólar opera em queda nesta segunda-feira (14), voltando a ser negociado na casa de R$ 5,02.
Às 9h14, a moeda norte-americana caía 0,38%, a R$ 5,0252. Na mínima até o momento, chegou a R$ 5,0248. Veja mais cotações.
Na sexta-feira, o dólar fechou em alta de 0,14%, a R$ 5,0446, mas recuou 1,54% na semana. Na parcial do mês, tem queda 5,65%. No ano, ainda registra alta de 25,81%.
Saiba se é hora de comprar dólar
Cenário local e externo
No exterior, a decisão de prorrogar as negociações comerciais entre Reino Unido e União Europeia mantinha vivas as esperanças de um eventual acordo entre os britânicos e o bloco europeu. os EUA, investidores mantinham as esperanças de mais estímulo na economia.
Por aqui, os economistas do mercado financeiro elevaram sua estimativa de inflação para 2020 pela décima oitava semana seguida, que passou de 4,21% para 4,35%. Para o Produto Interno Bruto (PIB), a previsão do tombo no ano passou de de 4,40% para 4,41% na semana passada. Já a projeção para a taxa de câmbio no fim de 2020 recuou de R$ 5,22 para R$ 5,20. Para o fechamento de 2021, a estimativa caiu de R$ 5,10 para R$ 5,03 por dólar.
Já o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), considerado uma “prévia” do PIB teve expansão de 0,86% em outubro, na comparação com setembro, a 6ª alta mensal consecutiva, segundo o Banco Central.
No Brasil, continuava também no radar dos investidores a questão fiscal, que há meses têm sido apontada como um fator decisivo na disparada do dólar frente ao real no ano de 2020.
Em meio um Orçamento apertado para 2021 e uma agenda de reformas estruturais atrasada, os mercados temem que o governo adote medidas para flexibilizar ou furar seu teto de gastos, e seguem no aguardo de anúncios concretos a favor da responsabilidade fiscal.
Paulo Guedes diz que vacinação em massa deve custar R$20 bilhões
Assista às últimas notícias de economia
Variação do dólar em 2020
G1
Adicionar aos favoritos o Link permanente.