Dom Paulo Cezar Costa toma posse como novo arcebispo de Brasília


Cerimônia restrita ocorreu na manhã deste sábado (12), na Catedral Metropolitana. Religioso foi escolhido pelo Papa Francisco. Dom Paulo Cezar Costa
Reiza Lopes/Divulgação
O novo arcebispo de Brasília tomou posse neste sábado (12): Dom Paulo Cezar Costa assumiu o posto em cerimônia restrita durante a manhã, na Catedral Metropolitana de Brasília. A missa contou com a presença de representantes do clero, bispos, autoridades e convidados.
Dom Paulo Cezar Costa foi escolhido para o posto pelo Papa Francisco, e anunciado em 21 de outubro. Ele é o quinto arcebispo de Brasília e assume no lugar Dom Sérgio da Rocha, que deixou a capital em julho e foi para a Sede Primacial de São Salvador da Bahia.
Nascido no Rio de Janeiro, o novo arcebispo de Brasília tem 53 anos e até então era responsável pela Diocese de São Carlos, em São Paulo (veja mais abaixo). No domingo (13), haverá uma missa de acolhida ao religioso no Santuário Menino Jesus, em Brazlândia, às 6h. Os fiéis interessados precisam se inscrever com antecedência, já que as vagas são limitadas.
Quem é Dom Paulo Cezar Costa?
Dom Paulo foi nomeado Bispo pelo Papa Bento XVI, em 24 de novembro de 2010 e ordenado em 2011, no Rio de Janeiro.
Cerca de cinco anos depois, em junho de 2016, o Papa Francisco nomeou Dom Paulo como o sétimo Bispo da Diocese de São Carlos. Sua posse canônica aconteceu no dia 06 de agosto de 2016.
Papa Francisco nomeia Dom Paulo Cezar Costa como novo arcebispo de Brasília
Felipe Campos/Diocese de São Carlos
O religioso é responsável pelo Setor Universidades da Igreja no Brasil da Comissão Episcopal Pastoral para Educação e Cultura, membro do Conselho Permanente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e membro do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM).
No Vaticano, Dom Paulo também é membro da Pontifícia Comissão para América Latina e do Pontifício Conselho para Unidade dos Cristãos.
Quando foi nomeado, o arcebispo escreveu uma carta à Arquidiocese de Brasília. No comunicado, o religioso afirmou o desejo de respeitar a história e o trabalho já realizado na capital.
“Vou com a disposição de vos conhecer, amar e doar o melhor de minhas forças para que o Evangelho de Jesus Cristo possa ser conhecido, amado e testemunhado”, escreveu Dom Paulo.
Na carta à Arquidiocese brasiliense, o sacerdote revelou o objetivo de concretizar o “desejo do Papa Francisco” de promover a “cultura do encontro”.
Nas palavras do Papa, “um país cresce quando dialogam de modo construtivo as suas diversas riquezas culturais: a cultura popular, a cultura universitária, a cultura juvenil, a cultura artística e a cultura tecnológica, a cultura econômica e a cultura da família, e a cultura dos meios de comunicação.”
VÍDEOS: veja os destaques do G1 em 1 Minuto DF
Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.