Donos de bares e restaurantes se adaptam às novas medidas sanitárias em Ribeirão Preto


Mudanças no horário de funcionamento passam a valer neste sábado (12). Empresários investem em alternativas mas temem o fechamento dos estabelecimentos. Donos de bares se adaptam a novas medidas contra Covid-19
Nesta sexta-feira (11), o governo estadual anunciou a redução do horário do funcionamento de bares e restaurantes e os empresários já estão se adaptando. Agora, os bares devem fechar às 20h e os restaurantes às 22h, mas sem servir bebidas alcoólicas. Apesar de investirem em alternativas como o delivery, muitos comerciantes temem que a falta de renda leve ao fechamento.
“Minha maior preocupação é o fechamento. Nós estamos a ponto de fechar. Eu não esperava essa medida nesse momento de final de ano, que é quando a gente precisa vender muito”, relata Rubens Antônio Santos, proprietário de um bar em Ribeirão Preto (SP).
Nos meses em que as portas ficaram fechadas, ele investiu em publicidade para atender o delivery.
Rubens Antônio Santos teme pelo fechamento de seu bar em Ribeirão Preto (SP)
Reprodução/EPTV
Pedro Walraven, sócio-proprietário de um restaurante na cidade, está focando nos horários alternativos com promoções.
“Sempre investimos em alternativas, mas agora estamos focando em horários alternativos em que a gente oferece chopes e drinques pela metade do preço. Tem tido boa aceitação dos clientes”, comenta.
O restaurante também tem investido no delivery. Mesmo com o fechamento dos salões, as entregas continuaram fortes, segundo Pedro.
Pedro Walraven está investindo em horários alternativos com preços especiais em seu restaurante.
Reprodução/EPTV
“Investimos no aumento da nossa estrutura física e até na implantação de um aplicativo próprio, em que os clientes têm mais uma opção para fazer o pedido. Acredito que ano que vem vai ser ainda melhor, com a reabertura dos salões”, diz.
Renato Munhoz, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) de Ribeirão Preto, não vê motivos para a proibição da venda de bebidas alcoólicas após as 20h.
“A venda de bebida alcoólica após as 20h vai ser proibida por qual motivo? Como vai ser? Após as 20h ele vai embora, ele fica no restaurante, ele tem que sair? Tem que parar de beber? Existe uma incoerência”, aponta.
Renato Munhoz é presidente da Associação de Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) em Ribeirão Preto
Reprodução/EPTV
A Abrasel informou que vai procurar a prefeitura de Ribeirão Preto e o Ministério Público para tentar ampliar o horário de funcionamento de novo.
Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca
Adicionar aos favoritos o Link permanente.