Em sete dias, Chapecó registra dez novas mortes por Covid-19

O número de mortos pela Covid-19 voltou a subir em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina; Em uma semana, o número de mortes por Covid-19 subiu de 94 para 104. Foram dez novas mortes em apenas sete dias. 

O recorde foi contabilizado nesta sexta-feira (11) com quatro óbitos. As vítimas foram um idosa de 87 anos e três idosos de 63 anos, 74 anos e 78 anos, respectivamente. Todos possuíam histórico de outras doenças e estavam internados no HRO (Hospital Regional do Oeste). 

O município chegou a 104 mortes por Covid-19 – Foto: Reprodução/ND

A taxa de letalidade (número de óbitos e pessoas doentes) fica em 0,81%, sendo a de Santa Catarina 1,02% e a do Brasil 2,67%. Outro aspecto importante é a presença de problemas de saúde entre os casos de mortes. 

Até a última quarta-feira (9), entre as comorbidades mais prevalentes estavam a Hipertensão Arterial Sistêmica com 73%, seguida por Diabetes Mellitus com 38% e pela Obesidade, presente em 33% dos casos de óbitos. Os óbitos sem complicações de saúde conhecidas representam 6% do total registrado. 

 

 

 

Algumas pessoas apresentavam mais de uma doença associada como Hipertensão e Diabetes que esteve presente em 37% dos óbitos por Covid-19. Hipertensão, Diabetes e Obesidade estavam presentes em 17% dos óbitos, conforme mostra a tabela abaixo.

Perfil das vítimas

O perfil sócio demográfico dos óbitos, até quarta-feira, demonstrou que a faixa etária de maior prevalência é de 80 a 89 anos (30 óbitos) e de 70 a 79 anos (26 óbitos). Juntas elas totalizam 56,5% do total de óbitos por Covid-19.

Ao analisar os grupos que compõem as faixas etárias mais avançadas observa-se que o percentual de infectados é mais baixo, quando comparados as faixas etárias mais jovens, no entanto a taxa de letalidade é mais elevada. Por exemplo, na faixa etária acima dos 90 anos os infectados representam 0,2% do total de casos de COVID-19, porém a taxa de letalidade é de 28,6%.

Aumento nas internações

O número de internações também subiu. Há uma semana 88 pacientes estavam hospitalizados e, nesta sexta-feira, o número chegou a 106. São 43 pacientes em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e outros 63 em enfermaria. 

Os casos ativos chegaram a 1.304 e 1.296 pessoas ainda aguardam o resultado de exames. No total, 12.445 casos foram confirmados no município desde o início da pandemia e 11.037 já são considerados recuperados. Desde março foram testadas 45.441 pessoas e 32.028 testaram negativo para Covid-19. 

Adicionar aos favoritos o Link permanente.