Emprego formal cresce em Belém há seis meses, aponta Dieese


Comércio e Serviços foram os setores que mais contrataram no mês de novembro de 2020. Comércio e Serviços foram os setores que mais contrataram no mês de novembro de 2020.
Reprodução/TV Diário
Número de postos de trabalho cresce em Belém pelo sexto mês consecutivo, de acordo com pesquisa do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconomicos do Pará (Dieese-PA). Mesmo com uma conjuntura ainda desfavorável, o emprego formal em Belém segue em alta e deixa a capital como o segundo município paraense com maior saldo positivo de janeiro a novembro de 2020.
A pesquisa do Dieese mostra que no mês de novembro, no comparativo entre admitidos e desligados, Belém criou 1.136 postos de trabalho. Foram 7.742 admissões contra 6.606 desligamentos, um crescimento maior do que no mesmo período de 2019, quando foram abertos 1.034 novos postos de trabalho.
Neste mês de novembro, os setores econômicos da capital que apresentaram maior crescimento foram:
Comércio com saldo positivo de 1.619;
Serviços com 463 novos postos de trabalho.
Na outra ponta, o destaque negativo ficou por conta do setor da Construção, que perdeu 832 postos de trabalho, seguido da Indústria, que perdeu 93 postos de trabalhos.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.