Empresas de transporte público em BH recebem mais de 24 mil autuações no ano da pandemia


Apenas são 366 autuações viraram multas e nenhuma foi paga pelas empresas. Multas aplicadas às empresas de transporte não foram pagas em BH
As empresas de transporte público de Belo Horizonte receberam mais de 24 mil autuações neste ano e 72% delas (17.236) foram no período da pandemia.
Desde total, apenas 366 viraram multas e segundo a BHTrans, nenhuma foi paga pelas empresas, já que um decreto suspendeu por tempo indeterminado os prazos administrativos do município.
Em Belo Horizonte, o decreto municipal 17.362, de 22 de maio, obriga as empresas de ônibus a cumprirem uma série de determinações como forma de conter a disseminação do coronavírus, como, número de passageiros em pé, que são no máximo 20 nos ônibus do Move, 10 nos ônibus convencionais e cinco nos micro-ônibus.
Estações do MOVE lotadas em período de pandemia.
TV Globo/Reprodução
O G1 ouviu usuários do transporte público, que alegam o descumprimento das medidas por parte das empresas. As principais reclamações foram a superlotação e os horários reduzidos.
A BHTrans informou que realiza fiscalizações nas estações e solicita ônibus extras, quando necessário.
O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte disse que as empresas já chegaram no limite para atender as determinações do decreto e que o departamento jurídico de cada empresa conduz os processos e recursos referentes às autuações, conforme legislação.
Veja os vídeos mais assistidos do G1 Minas nos últimos dias:
Adicionar aos favoritos o Link permanente.