Ex-Figueirense marca no fim, Liverpool vence e assume a liderança do Inglês

Em jogo de muitas oportunidades e de alto nível técnico, Liverpool e Tottenham fizeram nesta quarta-feira uma partida digna de times que brigam pela liderança do Campeonato Inglês. O atual campeão levou a melhor, por 2 a 1, graças ao gol de Roberto Firmino aos 44 minutos do segundo tempo. E assumiu a liderança da tabela.

Roberto Firmino, lançado pelo Figueirense ao mundo, marcou um gol no final, nesta quarta-feira – Foto: Figueirense FC/divulgação

O Liverpool chegou aos 28 pontos, contra 25 da equipe comandada por José Mourinho. O time de Jürgen Klopp aproveitou a segunda chance para alcançar a liderança, após empatar com o Fulham no fim de semana. Se tivesse vencido, já teria assumido no domingo o primeiro posto porque o Tottenham também empatara naquela rodada.

Com o triunfo desta quarta, diante de apenas 2 mil torcedores no Anfield, o Liverpool ainda derrubou a invencibilidade de 11 jogos do Tottenham no Inglês. O time de Londres foi derrotado logo na estreia, mas depois vinha embalado na competição.

Com Matip ainda machucado, Klopp escalou a zaga do Liverpool nesta quarta com o brasileiro Fabinho e Rhys Williams. Na frente, o tradicional trio teve Roberto Firmino, Mané e Salah. Sem surpresas, portanto, o time da casa dominou a posse de bola e tomava a iniciativa enquanto o Tottenham adotava sua estratégia típica neste Inglês, de atuar mais recuado, à espera do momento certo para contra-atacar.

Os dois times seguiram seus papeis à risca no primeiro tempo. No ataque, o Liverpool criou a primeira boa chance do jogo aos 10, quando Firmino cabeceou firme para o chão e Lloris caiu no canto para fazer boa defesa.

O domínio dos anfitriões se traduziu em gol aos 25, num lance improvável. Curtis Jones fez bela trama pela esquerda, entrou na área e acionou Salah, que bateu quase prensado e viu a bola desviar na zaga do Tottenham, subir, tocar na trave e encobrir Lloris. Na sequência, o mesmo Jones quase ampliou, em chute rasteiro de dentro da área, aos 28.

Só o Liverpool buscava o ataque. Até que o Tottenham decidiu avançar pela primeira vez na partida, apostando no contra-ataque, como era esperado. E exibiu incrível eficiência. Aos 32, Heung-Min Son disparou pela esquerda, em posição duvidosa, entrou na área e bateu no canto, sem chances para Alisson. O VAR checou o lance e o árbitro confirmou o gol.

Com o placar empatado, o Tottenham mudou sua estratégia no segundo tempo. Avançou sua marcação e partiu para o ataque, criando boas chances em série. Na melhor delas, aos 17, a bola sobrou para Bergwijn bater cruzado pela esquerda. Ele acertou a trave e assustou a pequena torcida do Liverpool presente no Anfield.

A esta altura do jogo, o time de Londres era o melhor em campo: envolvia a defesa do Liverpool e criava as chances mais perigosas. Do outro lado, em ritmo mais lento, o Liverpool demorou para reequilibrar o duelo. Quando o fez, ameaçou em jogada de Mané, que carimbou o travessão aos 27.

O duelo seguiu parelho e totalmente aberto até os 44 minutos do segundo tempo. Foi quando Robertson cobrou escanteio na área, da esquerda, e Firmino cabeceou firme para as redes, decretando a vitória dos anfitriões.

O gol confirmou o domínio do Liverpool durante a maior parte do jogo, incluindo nas estatísticas. Para efeito de comparação, o time da casa registrou 17 finalizações, contra oito do Tottenham, que terminou a partida com apenas 24% de posse de bola – contra 76% da equipe da casa.

Ainda nesta quarta, Fulham e Brighton empataram sem gols na casa do primeiro, enquanto West Ham e Crystal Palace ficaram no 1 a 1.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.