Funcionários da educação de Altamira protestam pelo pagamento de salários atrasados

Segundo o Sintepp, mais de 3 mil servidores não teriam recebido o salário de dezembro. Professores da rede municipal de Altamira reclamam do atraso no pagamento de salários
Professores da rede municipal de Altamira, no sudoeste do Pará, realizaram um protesto nesta quarta-feira (13) exigindo o pagamento de salários atrasados. Os manifestantes se concentraram em frente a prefeitura e pediram a solução do problema. Em nota, a administração de Altamira informou que as dívidas foram feitas na gestão anterior.
Entre os manifestantes também estavam funcionários do setor de limpeza e infraestrutura das escolas municipais. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp) cerca de 3 mil servidores municipais entre efetivos e contratados ainda não teriam recebido o salário referente ao mês de dezembro.
Ainda segundo o Sintepp, a folha de pagamento da educação de Altamira custa cerca de R$ 8,5 milhões. No entanto, apenas metade desse valor estaria disponível.
O sindicato exige que o município faça a complementação do recurso. A categoria pede uma data para que a situação seja resolvida pela Secretaria de Educação.
Pela manhã, uma comissão foi recebida no gabinete do novo prefeito, Claudomiro Gomes . No entanto, os representantes saíram da reunião insatisfeitos e sem uma garantia de que o pagamento será feito.
Além de não ter recursos suficientes, a Prefeitura de Altamira informou que não tem informações oficiais sobre a folha de pagamento. Diante disso, a Prefeitura disse que vai buscar apoio no Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), no Poder Judiciário e nos Ministérios Públicos Federal e Estadual para solucionar o problema.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.