A morte do ex-Deputado e Procurador Volnei Collaço de Oliveira

Faleceu esta noite em sua residência no Jurerê Internacional, em Florianópolis, o ex-deputado estadual e ex-procurador, Volnei Collaço de Oliveira, político que escreveu muitas páginas da história estadual. Catarinense de Laguna, na década de 1950 teve liderança expressiva no legislativo a na vida pública do Estado. Foi o primeiro Procurador da República em Santa Catarina. Deixa viúva Elizabeth Calliari e duas filhas.
Segundo o Memória Politica, dados biográficos são os seguintes;
“Concluiu os estudos primários1 e o ginasial2 no Grupo Escolar Jerônimo Coelho, em Laguna/SC, iniciou o curso secundário3 no Colégio Batista, no Rio de Janeiro/RJ e finalizou-o no Ginásio Lagunense, em Laguna (1939). No Rio de Janeiro cursou o Pré-Jurídico no Instituto Lafayette (1940-1941), o de Censor Postal (1943) e se formou Bacharel em Direito pela Faculdade Nacional de Direito (1946). Foi Defensor Público da Justiça do Distrito Federal, de 1948 a 1950, à época, Rio de Janeiro.
Casou com Betina Collaço, com quem teve filhos.
Iniciou a vida política candidatando-se à vaga de Deputado Estadual para a Assembleia Legislativa de Santa Catarina, pelo Partido da União Democrática Nacional (UDN), recebeu 1.975 votos na eleição, ficou na posição de Suplente e não foi convocado para a 1ª Legislatura (1947-1951).
Pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), concorreu novamente à vaga de Deputado Estadual ao Legislativo catarinense, eleito com 2.417 votos, tomou posse e integrou a 2ªLegislatura (1951-1955), sendo Presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina nos períodos de: 10/04/1951 a 31/01/1952 e de 10/04/1953 a 31/01/1954.
Candidatou-se à reeleição de Deputado Estadual ao mesmo parlamento, pelo Partido Social Progressista (PSP), com 1.851 votos, conquistou a suplência e foi convocado para a 3ª Legislatura (1955-1959), tendo exercido a função de 1º Secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa.
Mais duas vezes concorreu a uma das vagas de Deputado Estadual na Assembleia catarinense: eleito pelo PSP, com 3.450 votos, participou da 4ªLegislatura (1959-1963) e foi 1º Secretário (1960) da Mesa Diretora; e na eleição ocorrida em 1962, candidato pelo Partido da União Democrática Nacional (UDN), obteve 3.335 votos, ficou na suplência e, tendo sido convocado, assumiu vaga para a 5ª Legislatura (1963-1967), em 7 de junho de 1965.
Depois do Parlamento, exerceu no Estado de Santa Catarina as funções de: Procurador da República (1972); Membro do Conselho Penitenciário e Procurador Regional Eleitoral.
No Rio de Janeiro, foi Procurador da República.”

Volnei(D) numa das homenagens da Associação dos Procuradores – Foto: ANPR

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.