Ao fazer rondas, polícia vê mulher pedindo socorro após ataque de abelhas no marido: ‘Está morrendo’


Policiais encontraram a vítima na sede da fazenda e ele estava “desorientado e com a visão turva”, sendo que não conseguia caminhar porque havia muitas picadas pelo corpo. Paciente foi estabilizado em MS. Local onde a vítima sofreu ataque de abelhas em MS
PMA/Divulgação
A Polícia Militar Ambiental (PMA) de Dourados, na região sul do estado, socorreu um homem que sofreu um ataque de abelhas, nessa terça-feira (14). A ajuda veio no momento em que a equipe fazia rondas na região do Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema, e viu a mulher pedindo socorro para a vítima, de 53 anos, na frente de uma fazenda próxima ao parque.
No depoimento, ela disse que o esposo estava morrendo após ter sofrido o ataque das abelhas, sendo que estaria na sede da fazenda e ela não podia socorrê-lo porque não tinha forças para colocá-lo no carro e também não sabia dirigir.
Imediatamente, os policiais foram ao local e perceberam que ele estava “desorientado e com muita dificuldade para respirar”. Ele relatava que não conseguia caminhar, pois, a cabeça parecia estar girando e com a vista muito turva. Ainda conforme a polícia, havia muitas picadas de abelhas pelo corpo do homem.
O homem foi levado para o hospital mais próximo, que é a Maternidade de Novo Horizonte do Sul, a cerca de 45 Km da fazenda. Na ocasião, o médico disse que o estado de saúde dele era grave, já que “as vias respiratórias da vítima estavam inflamadas” e, em questão de pouco tempo, ele poderia ter morrido.
A PMA aguardou no local por mais duas horas, quando a equipe informou que conseguiu estabilizar o paciente e ele corria mais risco de vida.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”