Após reabertura da Ponte da Amizade, casos da Covid-19 aumentam em Foz do Iguaçu


Segundo o município, casos dobraram nas duas últimas semanas e podem sobrecarregar sistema de saúde; após liberação da fronteira e último feriado, média diária de casos passou de 50 para 100. Reabertura da Ponte da Amizade completa quinze dias
A média de casos confirmados diariamente do novo coronavírus, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, praticamente dobrou após a reabertura da Ponte Internacional da Amizade, que liga o município a Cidade do Leste, no Paraguai, segundo a vigilância epidemiológica.
Conforme o diretor da vigilância epidemiológica, Roberto Doldan, antes da liberação da fronteira, a cidade registrava cerca de 50 casos da doença por dia. Atualmente, após 15 dias da reabertura, o número médio de casos diários é 100.
“A gente atribuiu isso a alguns fatores. Um deles é a abertura da Ponte da Amizade, pois há uma circulação maior de pessoas entre os dois países e, principalmente, entre as duas cidades. Essa circulação massiva de pessoas contribui com o aumento de casos, isso é comprovado”, explicou.
Coronavírus: Veja as principais notícias do estado
O diretor informou ainda que essa alta também pode estar relacionada ao último feriado prolongado, que teve grande fluxo de pessoas em Foz do Iguaçu.
De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, nesta quinta-feira (29), Foz do Iguaçu registrou 112 novos casos da doença e mais duas mortes. O município soma 9.252 casos confirmados e 141 óbitos pela Covid-19.
Vigilância epidemiológica alerta para aumento de internamentos nos próximos 15 dias, em Foz do Iguaçu
Prefeitura de Foz do Iguaçu/Divulgação
Doldan destacou que não é apenas a população de Foz do Iguaçu que tem atravessado a fronteira, mas moradores de outras cidades também.
Brasileiros que moram no Paraguai têm procurado atendimento médico e exames da Covid-19, em Foz do Iguaçu, conforme a vigilância.
“Tudo isso acaba pressionando o nosso sistema de saúde e aumentando os casos da Covid-19 em Foz.”
Conforme boletim desta quinta-feira, na ala Covid-19, a taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) está em 58,67%. Na enfermaria, a ocupação é de 57,81%.
“Por enquanto, os novos casos são leves, não tivemos impactos no internamento, mas sabemos que isso é uma onda. Primeiro vem os casos leves e depois os graves. A gente acredita que daqui 15 dias comece a ter mais internamentos, mais casos graves e mais óbitos”, disse o diretor.
Cidade do Leste
Segundo o Hospital Regional de Cidade do Leste, o município tem confirmado, em média, 20 novos do novo coronavírus diariamente, desde a reabertura da ponte.
A ocupação de leitos em Cidade do Leste está baixa nas unidades hospitalares, conforme o hospital. Até a manhã desta quinta-feira, das 80 camas de internação, 11 delas estavam ocupadas.
Na ala Covid-19, dentre os 42 leitos de UTI de Cidade do Leste, 20 estavam com pacientes.
Conforme o Ministério de Saúde do Paraguai, o país contabiliza 60.557 casos confirmados do novo coronavírus.
VÍDEOS: Vacina contra a Covid-19 no Paraná
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.