Atentado com carro-bomba mata 13 e deixa 95 feridos no Afeganistão

A explosão de um carro-bomba próximo a um quartel de polícia na cidade de Firozkoh, no Afeganistão, resultou na morte de 13 pessoas e deixou outras 95 feridas, segundo informações do governo do país, que responsabilizou os talibãs pelo atentado. O Ministério do Interior foi responsável por confirmar a realização da ação terrorista, enquanto o departamento de Saúde da província de Ghor divulgou balanço de vítimas e de pacientes hospitalizados por consequência da ação.

O ataque aconteceu por volta de 11h horário local (3h30 de Brasília), quando um veículo carregado de explosivos, estacionado perto da entrada do Quartel Provincial de Polícia e da Direção Provincial da Mulher, explodiu. De acordo com a Agência Efe, a maior parte das pessoas que morreram são civis, embora também haja baixas entre as forças locais de segurança. Até o momento, nenhum grupo reivindicou a autoria da ação, mas o governo do Afeganistão já responsabilizou os talibãs, em comunicado emitido pelo gabinete da presidência do país.

“Esse tipo de violência e os ataques continuados por parte dos talibãs representam um sério desafio para o processo de paz que está em curso”, diz o texto. O ataque acontece em meio às conversas de paz iniciadas em 12 de setembro, em Doha, no Catar, entre insurgentes, governo e representantes da sociedade civil, que visam acabar com quase duas décadas de guerra no Afeganistão. Ainda não houve acordo entre as partes sobre as regras e normas do diálogo que são necessárias para avançar à fase final do acordo.

*Com Agência EFE

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.