Avaí perde para o Guarani e emenda terceiro jogo sem vitória na Série B

O Avaí perdeu mais uma e emendou seu terceiro jogo sem vencer na Série B. Dessa vez a derrota veio para o Guarani, em Campinas (SP), na noite deste domingo (25).

O Leão da Ilha, com o resultado, caiu duas posições e viu o bloco da frente se distanciar ainda mais. O Guarani, por outro lado, em ascensão na tabela de classificação, subiu três posições ao chegar aos 21 pontos.

Avaí “amarela” mais uma vez na Série B. É derrotado pelo Guarani por 2 x 1. – Foto: Rafael Fernandes/Daniel Chiesa

O confronto

O Avaí, em movimento que tem sido uma espécie de mantra nesta Série B, chegou em Campinas (SP) para tentar a recuperação.

Depois da derrota contundente diante do Juventude, em Caxias do Sul, o Avaí viu sua série invicta ruir e, mais que isso, sobrevoar incertezas sobre o estádio da Ressacada.

O Guarani, apesar da colocação inversa ao Avaí em luta contra o Z4, chegou embalado por três jogos de invencibilidade.

O duelo

O jogo, em Campinas (SP), começou aberto. Com menos de 15 minutos as duas equipes já haviam contabilizado chances de abrir o placar.

Inclusive o começo da partida acabou refletindo exatamente o que acabou acontecendo aos longo dos 90 (e alguns quebrados) minutos.

Guarani 2 a 1 Avaí; Série B 2020. – Foto: Rafael Fernandes e Daniel Chiesa/Guarani FC

Apesar do bom início do time do Avaí, foi o Guarani que abriu o placar: Todinho, após trapalhada da zaga do Avaí, acabou completando para a rede.

Aos 33’ o camisa 10 Lucas Crispim fez jogada pela direita e rolou na área, Rafael Costa finalizou e o goleiro Gledson deu rebote, a bola ficou pererecando dentro da área e Todinho triscou de cabeça. O goleiro Glédson, Bretão e Alan Costa ainda tentaram salvar mas, no fim, só empurraram para a rede. Pixotada da defesa azurra.

Segunda etapa

O Avaí precisou voltar com uma alteração no gol: Saiu Glédson, machucado, para a entrada de Lucas Frigeri.

A mudança ainda ganhou mais “importância” depois que, ao longo da última semana, o técnico Geninho fez uma “troca técnica” na posição.

Glédson, o escolhido para a vaga de Frigeri que fora o titular ao longo de toda a temporada, não esteve bem na derrota contundente para o Juventude, 3 a 0.

O segundo gol do Guarani, no fim das contas, aconteceu. Cruzamento na área onde o zagueiro Romércio subiu mais alto que todo mundo e testou sob o Lucas Frigeri. 2 a 0 Guarani.

O Avaí ainda conseguiu descontar com o zagueiro Alan Costa, mas faltou força e tempo para arrancar o empate diante do Bugre.

Com o revés o Leão da Ilha chegou ao terceiro jogo sem vencer sendo duas derrotas seguidas.

Próxima parada

O Avaí entra em campo no sábado (31), às 19h, para jogar contra o América-MG, dentro do seu estádio. Já o Guarani fecha o primeiro turno diante do Juventude, em Caxias do Sul, um dia depois, no domingo, às 18h15. 

FICHA TÉCNICA

Guarani: Gabriel; Pablo, Wálber, Romérico e Erick Daltro; Bruno Silva, Eduardo Person (Arthur Rezende) e Lucas Crispim; Renanzinho (Eliel), Rafael Costa (Bruno Sávio) e Júnior Todinho. Técnico: Felipe Conceição.

Avaí: Glédson (Frigeri); Iury (Filipe), Betão, Alan Costa e João Lucas; Luan Silva, Ralf (Jonathan), Pedro Castro (Renatinho) e Valdívia; Getúlio e Gastón (Ronaldo). Técnico: Geninho.

Local: estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP). Data: 25/10/20.

Gols: Júnior Todinho (33/1T), Romércio (32/2T); Alan Costa (39/2T)

Cartões amarelos: Pablo (GUA); Alan Costa, Luan Silva (AVA)

Arbitragem: Marielson Alves Silva (BA); auxiliado por Elicarlos Franco de Oliveira (BA) e José Carlos Oliveira dos Santos (BA).

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.