Bombeiros de Blumenau voltam a fechar base de atendimento por casos de Covid-19

A base do Corpo de Bombeiros de Blumenau localizada no Distrito do Garcia foi fechada mais uma vez por conta de casos confirmados de Covid-19 na corporação.

De acordo com o responsável pelo serviço operacional da cidade de Blumenau, capitão Filipe Daminelli, informou que dois bombeiros tiveram resultados positivos para coronavírus. A unidade já havia sido fechada no mês de julho pelo mesmo motivo.

Base do Corpo de Bombeiros de Blumenau no bairro Garcia está fechada por conta de casos de coronavírus – Foto: Divulgação

Segundo o capitão, quando há um resultado positivo na corporação é preciso seguir um protocolo e testar todos os bombeiros que fazem parte da guarnição – a equipe de atendimento que segue na mesma ambulância.

“Esses bombeiros quando atuam nas guarnições e se deslocam nas viaturas, a principal proteção ocorre nos atendimentos, mas no convívio, dentro da viatura, são somente as (medidas) básicas, a máscara, luvas, o que a gente considera um contato ‘desprotegido’. Então, toda vez que tem um (caso) positivo ou suspeito, a praxe é afastar os demais, ainda que estejam assintomáticos, e submeter a testagem para verificar se estão contaminados”, explica Daminelli.

O afastamento de cada pessoa pode chegar a 14 dias, o que impacta diretamente na determinação das escalas de trabalho dos bombeiros. Isso afeta o atendimento e faz com que a corporação precise readequar as atividades. Daminelli explica que a base do Garcia é a menor e a que faz menos atendimentos, e por isso é a primeira a ter redução no atendimento – ou ser fechada – quando existe essa necessidade.

Pelotão do bairro Garcia já havia sido fechado no mês de julho por conta dos casos de covid-19 na corporação – Foto: CBM/Divulgação/ND

Segundo ele, o quartel do Centro atende, em média, de dez a 12 ocorrências por dia; a unidade do bairro Salto do Norte faz entre cinco e seis atendimentos por dia; enquanto o pelotão do Garcia realiza entre um e dois atendimentos por dia.

“Quando precisamos tomar a decisão de poupar o efetivo, a premissa é garantir o atendimento mínimo necessário para a comunidade. A três bases são organizadas  dentro de critérios técnicos para levar o serviço até o mais próximo possível da população, mas a premissa é manter o atendimento. O fechamento do Garcia não é uma novidade e será sempre a primeira possibilidade de contingência em Blumenau, em virtude da demanda de ocorrências ser menor”, esclarece.

Sobre o retorno do atendimento, Daminelli afirma que, se não houver nenhuma alteração nos planos, o pelotão do Garcia deve ser reaberto na próxima semana.

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”