Brasileira assassinada após tentativa de estupro pode se tornar santa na Igreja Católica

O Brasil pode contar, nos próximos anos, com mais um santo na Igreja Católica. Nesta quarta-feira (28), o Papa Francisco baixou o decreto de “martírio” para a brasileira Isabel Cristina Mrad Campos, assassinada em 1982 em Juiz de Fora (MG), quando tinha 20 anos, após resistir a uma tentativa de estupro. Através do decreto de “martírio”, Isabel será proclamada beata, último passo antes da santificação.A brasileira já havia sido declarada em 2001, pelo Vaticano, como “serva de Deus”, após um grupo de moradores de Barbacena, cidade natal de Isabel, entrarem com um processo pela sua beatificação. Ao longo de 8 anos a Igreja Católica colheu depoimentos de dezenas de pessoas para atestar a a religiosidade da jovem assassinada de maneira brutal.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.