Bruno Covas quer incentivar a instalação de empresas na Zona Leste de São Paulo


Candidato a reeleição pelo PSDB prometeu reorganizar incentivos do município para que as empresas possam se instalar nas periferias da capital. Ele também disse que vai comprar notebooks para todos os professores da rede municipal no próximo ano. Bruno Covas (PSDB) participa de missa em Ação de Graças pelo Dia dos Professores nesta quinta feira (15) na Catedral da Sé, Centro de São Paulo.
ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
O candidato Bruno Covas (PSDB) disse nesta quinta-feira (15) que, se for reeleito prefeito de São Paulo, pretende incentivar a instalação de empresas na Zona Leste da capital, através de incentivos fiscais.
“Precisamos reorganizar os 50 tipos de incentivos que temos para poder levar as empresas para os bairros distantes, como o fundão da Zona Leste”, afirmou. “Não tem sentido você ter isenções fiscais para as pessoas investirem na Berrini ou na Faria Lima. Você tem que ter isenção fiscal no fundão da Zona Leste, no fundão da Zona Sul, lá em Marsilac e no fundão da Zona Norte, na Cantareira”.
A declaração foi dada pela manhã, logo após o candidato encontrar uma professora na casa dela, na Vila Formosa. Bruno disse que a professora sugeriu a instalação de salas de leituras e melhores condições nas escolas.
“Vamos fazer um check list pra você me dizer tudo que tem que ter numa sala”, disse Bruno para a professora.
No Dia do Professor, Covas também fez promessas para a categoria e prometeu comprar notebooks para todos os docentes da rede municipal em 2021.
“Pro ano que vem teremos a compra de notebooks para todos os professores da rede municipal. A expectativa é que com a retomada das aulas a gente tenha aula presencial num período e aula online em outro período, para recuperar esse tempo perdido na cidade de São Paulo”, afirmou.
Bruno Covas (PSDB) assiste missa em homenagem aos professores na Catedral da Sé nesta quinta (15), ao lado da adversária Joice Hasselmann (PSL).
Walace Lara/Tv Globo
O candidato começou o dia participando de uma celebração na Catedral da Sé, na Centro, pelo Dia dos Professores, ao lado da adversária Joice Hasselmann (PSL), que também esteve na celebração. O prefeito chegou com atraso de dois minutos na missa e disse que a mobilidade deve melhorar ano que vem na cidade, quando a reestruturação do transporte público será retomada na capital.
“Estava previsto para esse ano, mas veio a pandemia”, afirmou o prefeito.
Vídeos: Eleições 2020 – Funciona Assim
Initial plugin text
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”