Câmara aprova lei que obriga condomínios a divulgarem centrais contra casos de violência doméstica

A Câmara Municipal do Rio aprovou nesta terça-feira (29) um projeto de lei que obriga os condomínios da cidade a treinarem seus funcionários e a publicarem cartazes com os números das centrais de atendimento a casos de violência doméstica – especialmente as contra a mulher, o idoso, as crianças e os animais.
O projeto de lei, de autoria do vereador Italo Ciba (Avante), agora vai à sanção do prefeito Marcelo Crivella.
“Em 2019 os registros já estavam em alta. Com o isolamento social,  a situação piorou muito. No início da pandemia, em março, a Justiça do Rio de Janeiro registrou um aumento de 50% nos casos de violência doméstica”, explica o vereador.
Os efeitos colaterais da pandemia sobre a vida das mulheres
Estudos apontam o aumento dos casos de violência doméstica durante a quarentena devido à Covid-19. A Organização das Nações Unidas divulgou um documento que alerta sobre a probabilidade dos casos de violência contra as mulheres na pandemia.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”