Caminhão-cegonha envolvido em batida que matou uma pessoa na BR-277 viajava em ‘velocidade incompatível’ com o trecho, diz B.O. da PRF


Documento preliminar foi anexado ao inquérito que investiga o caso. Carros que eram transportados pelo caminhão caíram na pista e atingiram veículo que subia a Serra do Mar. Boletim da PRF traz detalhes sobre acidente com caminhão-cegonha, em Morretes
O boletim de ocorrência registrado por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) após o acidente com um caminhão-cegonha que matou um motorista na BR-277, em Morretes, no litoral do Paraná, afirma que o caminhão viajava em “velocidade incompatível para com a segurança do trecho”.
O documento é preliminar, mas integra o inquérito que investiga o caso. A batida aconteceu no dia 16 de outubro.
De acordo com a polícia, o caminhão-cegonha descia a Serra do Mar quando o motorista perdeu o controle e bateu na mureta que divide as pistas.
Carros que estavam sendo transportados pelo caminhão caíram na rodovia e atingiram um veículo que subia a serra. O motorista deste carro morreu.
Acidente na Serra do Mar envolveu três caminhões e quatro carros, nesta sexta-feira (16)
PRF/Divulgação
O caminhoneiro foi socorrido com ferimentos graves.
De acordo com o boletim, o trecho onde aconteceu a batida tem “curvas acentuadas, onde a velocidade deve ser sempre reduzida com vistas à segurança e à fluidez”.
Uma perícia ainda deve ser realizada no tacógrafo do caminhão para apontar a velocidade exata do veículo no momento da batida.
A RPC tentou contato com o motorista do caminhão e com a empresa responsável, mas não obteve retorno.
VÍDEOS: Bom Dia Paraná
Veja mais notícias da região em G1 Paraná.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.