Campinas amplia horário de funcionamento e capacidade de atendimento de parques públicos


Equipamentos passam a funcionar das 6h às 20h a partir deste sábado (17), sendo possível receber 60% da capacidade. Prefeitura também prevê a testagem de contactantes de pacientes com sintomas respiratórios nos postos de saúde. Público na Lagoa do Taquaral, em Campinas, no primeiro dia da reabertura na quarentena do coronavírus.
Reprodução/EPTV
O prefeito de Campinas (SP), Jonas Donizette (PSB), anunciou nesta quarta-feira (14) a ampliação dos horários de funcionamento de parques e bosques da cidade a partir deste sábado (17). Na fase verde do Plano SP, os equipamentos públicos poderão receber visitantes das 6h às 20h – atualmente, o funcionamento é de quarta a domingo, das 7h às 15h.
Apesar da ampliação do horário, houve aumento da capacidade de cada parque ou bosque para 60%, em vez dos atuais 30%. É obrigatório o uso de máscaras.
Parques e bosques de Campinas
Lagoa do Taquaral
Bosque dos Jequitibás
Lago do Café
Parque Ecológico Monsenhor Emílio José Salim
Parque dos Guarantãs
Bosque Ytzhak Rabin
Bosque Chico Mendes
Bosque São José (Praça Francisco Vivaldi)
Bosque Ferdinando Tilli – Parque Valença
Bosque dos Cambarás
Bosque Augusto Ruschi
Bosque dos Italianos (Praça Samuel Wainer)
Bosque dos Alemães (Praça João Lech Júnior)
Bosque dos Artistas
Parque Hermógenes Leitão de Freitas Filho
Parque das Águas
Bosque da Mata
Bosque Santa Bárbara
Parque Linear Capivari
Pedreira do Chapadão
Parque Luciano do Valle
Parque Dom Bosco
Praça da Juventude
Lagoa do Jambeiro (Praça José Ferreira de Toledo)
Testagem de contactantes
Durante a coletiva em que confirmou a ampliação do horário de parques e detalhou novos números da Covid-19, o prefeito e o secretário de Saúde, Carmino de Souza, anunciaram que Campinas receberá 20 mil testes PCR do Ministério da Saúde, e os exames serão utilizados para testar contactantes de pacientes com sintomas respiratórios que procurem as unidades de saúde do município.
De acordo com Souza, a medida serviria para preencher o “último elo” na tentativa de quebrar a corrente de transmissão em Campinas, que atualmente está abaixo de 1.
A prefeitura prevê a testagem de todos os contactantes desses pacientes sintomáticos como, por exemplo, outras pessoas com quem divide a moradia ou o trabalho. Não há previsão para o início dessas testagens que, ainda segundo a administração, ocorrerá em todas as unidades básicas de saúde.
Casos de Covid-19
Campinas confirmou nesta quarta mais oito mortes por coronavírus e chegou a 1.278 desde o início da pandemia. De acordo com a administração, o número de pacientes infectados teve um aumento de 269 casos em 24 horas, totalizando 35.399 registros da Covid-19 na cidade.
Os novos casos e os óbitos contabilizados pelo governo municipal não significam, necessariamente, que ocorreram de um dia para o outro, mas sim que foram registrados no sistema no intervalo de um dia, após resultados de exames.
Veja, abaixo, os números atualizados pela administração municipal e o comparativo com o último boletim epidemiológico, divulgado na terça (13).
Confirmados: 35.399 (269 a mais)
Em investigação: 548 (1 a mais)
Descartados: 72.466 (759 a mais)
Óbitos em investigação: 7 (3 a menos)
Recuperados: 33.689 (222 a mais)
Pessoas internadas com Covid: 292 (3 a menos)
Pessoas em isolamento domiciliar: 137 (42 a mais)
Óbitos: 1.278 (8 a mais)
Idade, sexo, comorbidades: veja o perfil das vítimas em Campinas
VÍDEOS: mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias
Formas erradas e corretas de usar máscara de proteção contra o coronavírus
Arte/G1
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”