Casal é preso suspeito de matar homem com foice e jogar corpo em rio por conta de dívida, em Piracanjuba


Segundo a polícia, os dois trabalhavam com a vítima e confessaram envolvimento no crime. Marcelo Fernandes de Oliveira foi morto em Piracanjuba
Arquivo Pessoal
Um casal foi preso suspeito de matar um auxiliar de serviços gerais com golpes de foice e jogar o corpo em um rio, em Piracanjuba, no sul de Goiás. O crime teria sido motivado por uma cobrança de dívida que a vítima teria com um dos suspeitos. Segundo a polícia, os dois confessaram o crime.
Marcelo Fernandes de Oliveira de 38 anos, foi visto pela última vez no sábado (14). Na manhã de segunda-feira (16), a família registrou um boletim de ocorrências pelo desaparecimento dele e informando também que suspeitavam que um casal que trabalhava com ele estivesse envolvido. Na noite do mesmo dia, o corpo da vítima foi encontrado no Rio Meia Ponte.
Segundo a polícia, Marcelo trabalhava em uma fazenda junto com os suspeitos. O casal só foi localizado e preso na terça-feira (17). Os nomes deles não foram divulgados. O G1 não conseguiu contato com a defesa do casal até a última atualização dessa reportagem.
“Segundo o homem que foi preso, o crime aconteceu porque a vítima tinha uma dívida com ele, ele foi cobrar e o Marcelo falou que não iria pagar. A esposa dele confessou participação no crime, mas disse que só ajudou a jogar o corpo no rio”, contou a escrivã da Polícia Civil, Fernanda Martins Costa.
Os dois vão responder por homicídio qualificado e por ocultação de cadáver. As investigações ainda estão em andamento para ouvir mais testemunhas e confirmar a motivação do crime. O homem foi encaminhado para o presídio de Piracanjuba e a esposa, para Corumbaíba.
Veja outras notícias da região no G1 Goiás.
VÍDEOS: últimas notícias de Goiás
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.