Centro-Oeste de Minas registra 150 casos prováveis de dengue nas últimas quatro semanas


Divinópolis registrou o maior número de casos nas últimas semanas. Confira ainda dados sobre casos prováveis de zika e chikungunya, de acordo com a SES-MG. Centro-Oeste de Minas registra mais de 90 casos prováveis de dengue nas últimas semanas,, segundo a SES-MG
Reprodução/ TV Globo
A região Centro-Oeste de Minas registrou 150 casos prováveis de dengue com base nas últimas quatro semanas. Os dados são do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) divulgado nesta terça-feira (29).
De acordo com a SES-MG, o maior número de casos prováveis de dengue da região foi em Divinópolis. O município teve 30 registros nas quatro últimas semanas. Em seguida aparecem Nova Serrana,, com 24 casos e Pitangui com 20 registros.
O informe estadual apresentou ainda dados de zika e chikungunya e mortes suspeitas em investigação (veja abaixo).
Mortes
Em relação a mortes em investigação, o boletim apontou que Carmo da Mata teve quatro mortes suspeitas de dengue. Pompéu segue com uma morte em investigação.
Além disso, Divinópolis e Pará de Minas têm três mortes cada por suspeita da doença em investigação.
Informe epidemiológico
O informe epidemiológico da SES-MG apontou apenas os casos prováveis de dengue na região nas últimas quatro semanas. No Boletim desta terça não constam os casos prováveis registrados no ano. (Veja a tabela abaixo).
Casos prováveis de dengue na região nas últimas quatro semanas
Dengue no Estado
Em 2020, até o momento, Minas Gerais registrou 82.022 casos prováveis (casos notificados exceto os descartados) de dengue. Desse total, 55.377 casos foram confirmados para a doença.
Quanto aos óbitos, em 2020, foram confirmados 11 óbitos pelo agravo. Há 53 óbitos em investigação.
Chikungunya
No boletim desta terça-feira, foram divulgados os números das últimas quatro semanas e só Nova Serrana aparece na lista com dois casos prováveis de febre chikungunya na região.
Casos prováveis de chikungunya no Centro-Oeste nas últimas quatro semanas
Em relação à Febre Chikungunya, foram registrados, em 2020, até o momento, 2.370 casos prováveis da doença. Destes, 1.386 foram confirmados. Há três mortes em investigação.
Zika
Nenhuma cidade da região Centro-Oeste apareceu com caso provável de zika nas últimas quatro semanas, segundo o boletim. Neste ano, foram registrados 387 casos prováveis. Destes, 123 foram confirmados para a doença.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”