Cerca de 80% dos municípios da Paraíba ainda estão na bandeira amarela do Plano Novo Normal


Ao todo, 44 cidades mudaram de classificação. Situação dos municípios da Paraíba em relação à Covid-19
Governo da Paraíba/Divulgação
Cerca de 80% das cidades paraibanas ainda estão na bandeira amarela, de acordo com a 11ª avaliação do Plano Novo Normal divulgada neste sábado (31) pelo governo do estado. Segundo a nota, houve aumento no quantitativo das bandeiras verdes, além de apresentar uma queda no número de municípios que se encontravam nas bandeiras amarela e laranja. Ao todo, 44 municípios mudaram de classificação.
Fazendo uma comparação com a 10ª avaliação, 16 municípios com a bandeira verde e seis cidades da laranja passaram para a bandeira amarela. Apenas dois territórios transitaram da bandeira amarela para a bandeira laranja, que teve uma queda na sua participação em 6% dos municípios paraibanos.
Ainda segundo a nota, 21 cidades da bandeira amarela passaram para a verde, que teve sua participação elevada para 14% dos municípios paraibanos.
O estudo pontua que entre os 12 municípios da região metropolitana de João Pessoa, Bayeux é o único que permanece em bandeira laranja. Já João Pessoa, Campina Grande, Patos, Guarabira e Santa Rita seguem na bandeira amarela.
As bandeiras levam em conta indicadores como: percentual de novos casos, letalidade (óbitos), ocupação da rede hospitalar da região e percentual de isolamento social.
Conforme as recomendações do governo, as transições para bandeira amarela devem ser acompanhadas com ainda mais atenção e cautela pelas autoridades sanitárias locais.
É importante ressaltar também que eventos e aulas presenciais só são recomendadas em municípios avaliados como bandeira verde, assim como comícios, carreatas e ações de campanha que promovam aglomeração.
As recomendações específicas que os municípios em cada uma das bandeiras devem adotar estão no portal do Governo da Paraíba.
Sobre as ocupações hospitalares dos leitos de UTI para adultos na Paraíba, a comparação entre a 10ª e 11ª avaliações aponta para um aumento de 8,72% na 1ª Macrorregião de Saúde, redução de 11,15% na 2ª Macro e uma primeira redução de 5,15% na 3ªMacro após um período de crescimento.
Para o secretário executivo de Saúde do estado, Daniel Beltrammi, esse aumento na 1ª Macro coloca a autoridade sanitária estadual em nível de atenção e ostensivo acompanhamento.
“É fundamental reforçar as medidas não farmacológicas de combate à Covid-19 que devem ser praticadas todos os dias, por toda população paraíbana: o uso ostensivo de máscaras, a lavagem das mãos e a manutenção do distanciamento social o quanto possível. Essas são as ações que mais salvam vidas em todo mundo”, frisou.
Vídeos mais assistidos do G1 PB
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.