Chapecó decide não retomar às aulas presenciais

Priorizando o bem estar dos estudantes, levando em consideração as condições de infraestrutura, sanitárias e de pessoal necessárias para o atendimento adequado, a prefeitura de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, decidiu, no primeiro momento, não retornar às aulas presenciais no município.

Aulas presenciais estão suspensas até 12 de outubro – Foto: Mauricio Vieira/Arquivo/Secom/ND

Somente na rede municipal de ensino são mais de 20 mil alunos. Diante disso, para o retorno das aulas, seria necessário a licitação para compra de EPIs (Equipamentos de Proteção Individuais), contratação de profissionais para a execução dos protocolos, transporte escolar, capacitação e treinamento de professores e estudantes para adequação às medidas sanitárias e de distanciamento.

De acordo com a prefeitura, a rede municipal, alinhada às propostas do Comitê Municipal, prioriza o processo de elaboração do Plano de Contingência das instituições educativas para organizar a dinâmica do possível retorno presencial nas escolas. A abertura dos estabelecimentos está condicionada aos regramentos da Portaria nº 750/2020.

Plano de Contingência

Após a publicação da portaria Portaria nº 769 de 01 de outubro de 2020, que torna  facultando aos estabelecimentos de ensino desenvolver atividades de reforço pedagógico individualizado, Chapecó passou a planejar ações, observando as determinações das portarias nº 750/2020 e nº 778/2020.

O grupo de estudos sobre o Plano de Contingência Estadual (PlanCon) iniciou a formação na região Oeste no dia 07 de outubro e se estenderá até o dia 20 deste mês. A partir desta data, os Planos Municipais deverão ser elaborados e entregues. A partir da construção dos planos, cada instituição educativa deverá organizar o seu próprio plano de contingência, este deverá ser apresentado ao Comitê Municipal para homologação.

A rede estadual e a rede privada farão encaminhamentos próprios a partir da homologação de seus planos.

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”