Chefe do FMI diz que ação ‘muito mais decisiva’ é necessária para lidar com problema de dívida


Ela pediu que credores e devedores comecem os processos de reestruturação o quanto antes. Diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional, Kristalina Georgieva
Reuters
A chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI) pediu neste domingo (18) medidas significativas para lidar com o peso da dívida cada vez mais insustentável de alguns países, exortando credores e devedores a iniciar os processos de reestruturação o quanto antes.
A diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, disse que uma extensão de seis meses do congelamento dos pagamentos bilaterais oficiais – acertado na semana passada pelo G20, grupo das 20 principais economias do mundo – ajudaria, mas medidas mais urgentes são necessárias.
Essas afirmações foram feitas em um evento online organizado pelo grupo G30 de ex-formuladores de políticas e acadêmicos.
“Estamos ganhando tempo, mas temos que enfrentar a realidade de que há ações muito mais decisivas pela frente”, disse ela, instando credores e devedores a começar a reestruturar sem demora níveis de dívida insustentáveis de alguns países.
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

“As pessoas sempre escolherão uma história que as ajude a sobreviver e prosperar.”